Educação De Acordo Com Leo Tolstoy

566.01“A fama do romancista Tolstói obscureceu em certa medida seus escritos sobre educação, que se baseavam em experiências de primeira mão. As ideias de Tolstói sobre educação causaram considerável controvérsia, que continua a grassar (rage) até hoje. …

“Aos 21 anos, tendo aberto uma escola em sua propriedade ancestral em Yasnaya Polyana, Tolstói fez uma tentativa de começar a ensinar crianças camponesas.

“Lendo os escritos educacionais de Tolstói, temos uma percepção quase física de uma criança viva, apresentada não em uma pose fotográfica congelada, mas na manifestação e desenvolvimento de suas características individuais, no desdobramento de sua personalidade e em estados mentais que flutuam de acordo com as variadas influências às quais está sujeito. …

“Tolstói disse que uma criança é por natureza uma criatura perfeita e inocente cujo livre desenvolvimento não deve ser impedido”. (“Leo Tolstoy”, Semion Filippovitch Yegorov, UNESCO: Bureau Internacional de Educação)

Minha Resposta: Eu não concordo. O que é individualidade? Egoísta. Deve ter o formato correto. Dê ao pequenino uma forma apropriada: altruísta. E deixe o conteúdo interno.

Pergunta: O homenzinho tem personalidade?

Resposta: Sim. Precisamos mostrar a ele como realizar sua individualidade. Para canalizar os talentos dados a ele para o altruísmo.

Pergunta: O que é altruísmo para você quando fala sobre uma criança pequena?

Resposta: Quando faço tudo para o benefício da humanidade. Para o benefício dos outros.

“Leo Tolstoy”, Semion Filippovitch Yegorov: “As crianças não foram punidas nem por seu comportamento, nem por seu fraco progresso. A exigência de que a personalidade dos alunos fosse tratada com respeito pressupunha que, sem castigo ou coerção por parte dos adultos, eles caminhariam em direção ao reconhecimento da necessidade de se submeter à ordem da qual dependia o sucesso na escola”.

Minha Resposta: Quanto às lições não aprendidas, isso não me interessa. E quanto ao castigo é proibido; se a pessoa não conhecer a recompensa e o castigo, não se corrigirá, não se endireitará.

Ela deve se ver existindo entre recompensa e castigo. A natureza foi criada de tal maneira que nos controla nos níveis inanimado, vegetal e animal. E deveria ser assim no nível humano.

Quando eu não trabalho para mim mesmo e ajo não para mim mesmo, mas para o bem dos outros, devo receber uma certa recompensa, que primeiro me encorajará egoisticamente e, por outro lado, terá que instilar em mim o desejo de me corrigir além da minha compreensão.

Pergunta: Então você estabeleceu essa meta: viver para o bem dos outros e trabalhar para o bem dos outros acima de tudo?

Resposta: Com certeza. Então, a partir de suas ações, ele começará a entender que esse é realmente o objetivo projetado pela natureza, e assim por diante.

Pergunta: Se este homenzinho perceber que não está se movendo em direção a esse objetivo, algum tipo de castigo deve vir?

Resposta: Ele deve pelo menos sentir que não é encorajado.

Escritos sobre Educação”, Introdução aos Escritos de Tolstoy, de Ernest J Simmons: “Tolstoy acreditava que toda a educação deveria ser gratuita e voluntária. Ele apoiou o desejo das massas por educação, mas negou que o governo ou qualquer outra autoridade tivesse o direito de forçar isso. A lógica das coisas e seu estudo do funcionamento da educação obrigatória no exterior convenceram-no de que, dessa forma, era um mal. Os alunos devem aprender por conta própria, pois, se a educação fosse boa, seria considerada tão necessária quanto o ar que respiram. Se as pessoas fossem antagônicas, a sua vontade deveria se tornar o fator orientador. A fé de Tolstói na ‘vontade do povo’, mesmo que as pessoas pudessem se opor às noções comumente aceitas de progresso, continha as sementes de seu posterior anarquismo, e foi um tapa direto nos reformadores radicais que levantariam as massas contra sua vontade”.

Minha Resposta: Em geral, elas devem ser incentivadas a fazer isso. Mas é bem possível que haja um certo conhecimento necessário que você só precisa ensinar, mesmo à força.

Afinal, consistimos em dois níveis, animado e humano. O que é necessário para o nível animado cumprir a existência correta em nosso mundo, devemos ensinar pela força.

Conduza as regras básicas de comportamento e habilidades de comunicação necessárias para a nova geração.

Pergunta: Simples comunicação humana para não ofender outra pessoa, para não humilhá-la? Você está insinuando que isso é a mesma coisa e que leva à conexão?

Resposta: Sim, claro à conexão.

Pergunta: Você não está falando sobre ciência nuclear?

Resposta: Não, não importa. Isso não se aplica à educação.

“Leo Tolstoy,” Semion Filippovitch Yegorov: “Na visão de Tolstoy, a liberdade na educação era um princípio gnoseológico e moral que tinha que ser posto em prática; era a antítese do ensino autoritário e essencial para uma atitude humana para com o aluno e o respeito pela sua dignidade de ser humano. A liberdade na educação era um princípio originado das leis internas da atividade cognitiva. A cognição não poderia ser diferente de livre. Na ausência dessa condição, atividade, iniciativa, consistência, sistema e todos os outros princípios da educação tradicional e clássica eram inúteis, careciam de sentido e propósito. Quanto mais firmemente a educação se baseava nessa lei, mais bem-sucedida e frutífera ela era. O conhecimento assimilado não poderia ser simplesmente transmitido e certamente não poderia ser imposto aos alunos se eles não quisessem. Os alunos teriam que aplicar seus próprios esforços e se envolver em atividades cognitivas independentes. Eles poderiam fazer isso da melhor forma possível, não sendo forçados por um professor, mas guiados por sua própria vontade”.

Resposta: Isso, é claro, ele sonhou.

Promover a independência é necessário depois que a pessoa percebe que é obrigada a existir junto com os outros. Então, já é possível continuar pensando em dar a eles os ingredientes para um desenvolvimento inteligente.

Pergunta: Quando ele defendeu não obrigar os filhos a obedecer às regras estritas, você discordou? Na Inglaterra, por exemplo, é diferente.

Resposta: Não, por quê? Depende do nível. O egoísmo deve compreender suas limitações.

Uma criança deve entender que nestes, nesses e naqueles casos, estou em restrição e não posso me dar ao luxo de fazer o que quero. Porque existo em sociedade e sou obrigado a cumprir tais e tais regras, orientações. Isso é um dever.

Comentário:  Outro princípio da pedagogia da educação de Tolstói é permitir a insatisfação. de forma que os alunos possam expressar seu ponto de vista e até mesmo criticar os professores.

Minha Resposta: Eu acho que isso está totalmente errado. Em nenhum lugar, em qualquer sistema, exceto no moderno, se você pode chamá-lo de sistema, existe tal provisão e nunca existiu em toda a história da humanidade.

Pergunta: Você permitiria esse tipo de democracia?

Resposta: Isso não é democracia. Democracia é quando a opinião da maioria é realmente avaliada, trazida ao sistema e usada por todos, porque a camada possivelmente mais profunda de governança está na consciência das massas. Mas esse não é o tipo de democracia de que estamos falando aqui.

“Leo Tolstoy” Semion Filippovitch Yegorov: “Leo Tolstoy e os professores de sua escola encorajavam a independência dos alunos, desenvolveram suas habilidades criativas e conseguiram fazer com que as crianças assimilassem o conhecimento de forma consciente e ativa. Para esse fim, apresentavam frequentemente composições, principalmente sobre temas da escolha do aluno e de que as crianças gostam muito. Nisso, a escola de Tolstói viu uma forma de cultivar uma personalidade criativa, capaz de posteriormente estabelecer novas formas de relacionamento social dignas de uma pessoa civilizada”.

Minha Resposta: Depende da técnica que usamos. Será algo que ele inventa e escreve sobre ou o que dizemos na Cabalá: ensine de acordo com o método claro da Cabalá, a fim de chegar mais rápido à criação de uma pessoa real a partir de si mesma e à compreensão de todo o sistema em que existimos, e assim por diante.

Pergunta: Já existe um método bem definido e devemos segui-lo? Uma pessoa deve seguir este método superior?

Resposta: Ela é obrigada a fazer isso. Já sofremos o suficiente! Reveja a nossa história e pronto! O que há para falar?!

Comentário: Outro princípio atribuído ao sistema educacional de Tolstói é tornar seu ensino claro. Em vez da terminologia científica pura, dê impressões às crianças.

Minha Resposta: É possível que isso seja feito. Você só precisa entender como sintonizar a si mesmo e a eles em um sentimento comum, de modo que seja como se estivéssemos tocando o mesmo instrumento juntos.

Comentário: E outro elemento é viver uma vida boa porque as crianças entendem o mundo através do comportamento de seus pais e entes queridos.

Minha Resposta: Mostre às crianças pelo seu próprio exemplo como é correto quando alguém está constantemente se aprimorando.

Pergunta: E para as crianças verem?

Resposta: Sim, isso é muito importante.

De KabTV, “Notícias com o Dr. Michael Laitman”, 08/10/20

Comente