Dentro De Um Único Mecanismo

75.01Baal HaSulam, “Paz no Mundo”: A realidade nos mostra que um indivíduo não pode existir isolado sem um número suficiente de pessoas ao seu redor para servi-lo e ajudá-lo a prover suas necessidades. Consequentemente, o homem nasceu inerentemente para levar uma vida social. Cada indivíduo na sociedade é como uma roda que está ligada a várias outras rodas colocadas em uma máquina. Essa única roda não tem liberdade de movimento por si só, mas continua com o movimento do resto das rodas em uma certa direção para qualificar a máquina para desempenhar sua função geral.

Um mundo enorme e totalmente interconectado foi criado ao nosso redor. Nada é gratuito nele. Portanto, uma pessoa nunca pode ser livre, mesmo que subitamente se encontre no fim do mundo sem ninguém ao seu lado. Ela ainda estará totalmente conectada a outras pessoas.

Ela deve entender que mesmo nesse estado em que está aparentemente desconectada fisicamente de todos, ainda está conectada a bilhões de pessoas no mundo por meio de suas rodas internas. Em breve descobriremos isso.

Onde quer que estejamos, é desejável que sempre sintamos ou tentemos sentir o quão totalmente conectados estamos com toda a humanidade.

Não existe sentimento de liberdade no mundo. Eu acho que se eu me deitar no sofá e ligar a TV ou me sentar na frente do meu computador, estou sozinho, sou livre. Eu não sou livre! Eu sou como uma partícula minúscula que está conectada a toda a humanidade, não importa o que aconteça.

Se uma pessoa sente isso a qualquer momento, ela começa a receber certos sinais. Por um lado, parece que vivendo assim, pensando constantemente em todos, estamos nos sobrecarregando. No entanto, se eu fizer isso, logo começo a sentir como interajo mutuamente com eles, como eles me afetam. Através deles, eu rapidamente encontro a conexão com o Criador.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 21/07/19

Comente