Nascimento Na Espiritualidade

232.04Comentário: O embrião no útero cresce com a cabeça para cima. Quando nasce, vira a cabeça para baixo.

Minha Resposta: O fato é que não é o próprio embrião que age dessa maneira, mas o Criador. O embrião apenas se anula.

O Criador vira de cabeça para baixo, e tudo o que estava nele deixa a etapa anterior. Ele passa pelo canal do parto, nasce, o cordão umbilical é retirado, e depois disso já é considerado um recém-nascido e inicia um trajeto independente. Ou seja, tanto quanto possível, ele se anula em relação ao Criador de acordo com as condições que encontra entre si mesmo e Ele.

Pergunta: Enquanto o embrião está no desenvolvimento intrauterino, não há tempo nem volume em relação a ele. Mas quando uma pessoa nasce, existe um mundo diferente, uma existência diferente, onde já existe ar e tudo mais. Quando uma pessoa nasce espiritualmente, ela também experimenta esse contraste?

Resposta: Sim, é um mundo diferente. Então, é dito: “Eu vi o mundo invertido”. No mundo espiritual, a propriedade de doar e a propriedade de receber são invertidas. Tudo o que era importante para mim se torna sem importância.

Se em nosso mundo eu e meu benefício somos importantes para mim, a propriedade de receber prevalece. No mundo espiritual, dar aos outros prevalece porque através deles me encontro conectado com o Criador e eles são a parte mais importante da minha alma.

Em geral, os outros não existem. O Criador e eu existimos. Tudo o que há entre nós é minha alma. Ou seja, eu vejo todas as oito bilhões de pessoas como meu verdadeiro eu. Essa, em princípio, é a reviravolta.

De KabTV, “Estados Espirituais”, 06/08/21

Comente