Distância Física É Um Meio De Proximidade Espiritual

962.4Comentário: Quando Baal HaSulam estava no exterior, ele escreveu para seus alunos em Israel: “E se vocês quiserem saber, eu vou informá-los que não me encontro longe de vocês de forma alguma, e alguém que sente distanciamento, é por causa de si mesmo”,

Isso é semelhante às nossas aulas virtuais porque a maioria dos alunos do grupo mundial estuda pela Internet. Na verdade, nunca estamos em contato físico durante as aulas, exceto nas Convenções.

Cada um de nós pensa que uma aula ao vivo é uma coisa e uma aula virtual é outra. Vemos que o Baal HaSulam enfatiza em suas cartas que, em relação a esse estado, é sempre por nossa causa.

Minha Resposta: Não acho que a distância física tenha o mesmo impacto que nossa distância mental interna. Claro, tem algum impacto porque o aluno está sob a influência do mundo corporal que o separa do professor ou dos amigos. Mas eu diria que é uma pré-condição secundária para a unidade, isto é, um certo obstáculo à nossa tentativa de união.

Por outro lado, se uma pessoa se sente fisicamente distante, seus esforços podem realmente permitir que ela se aproxime espiritualmente e supere distâncias físicas aparentes.

Ela começa a sentir internamente que está realmente no mesmo desejo do professor e/ou dos amigos. Um lugar é um desejo. No mundo espiritual, não há outro significado para o conceito de lugar.

Para aquelas pessoas que moram aqui [Petach Tikva] e assistem às aulas todos os dias, parece que estão nos braços do Criador, mas na verdade, não é assim.

A distância física sentida por um aluno o empurra para a proximidade espiritual. Então, tudo depende dele e, nesse aspecto, ele não deve invejar quem está aqui. O Criador coloca cada um de nós em condições ideais, nas quais podemos alcançar a adesão a Ele a qualquer momento da maneira mais curta e melhor.

Precisamos acreditar que realmente é assim, e então veremos que realmente funciona dessa maneira. É assim que tudo foi criado.

Não há interrupções no movimento em direção à espiritualidade. As interrupções são problemas internos pessoais que nos são revelados pela quebra do vaso geral da alma. Isso é o que precisamos corrigir nos unindo.

Preciso me conectar com outras pessoas porque há uma certa parte da alma geral em mim, você, ele, ela, etc. Pode ser um homem ou uma mulher que vive na América do Sul, por exemplo, ou na Rússia ou em Israel, com determinados atributos em um determinado ambiente, que são expressos em seus dados internos, ou seja, pela parte quebrada da alma geral que precisa ser corrigida a cada dia. Essa é a única coisa que determina todos os atributos de uma pessoa, sejam internos, externos, tudo o que existe.

Recebi saudações da Amazônia hoje, por exemplo. Há todo um grupo ali que quer se unir e quer entender nosso método. Essa é uma indicação de sua essência interna, da parte do único vaso geral da alma que eles representam. É assim que funciona.

Não é um problema, uma pessoa pode permanecer onde quer que more ou pode ser repentinamente forçada por diferentes circunstâncias a se mudar para outro lugar. Mas mesmo que ela não faça nenhum esforço nesse sentido, mas apenas em se unir internamente, isso já a guiará ao longo do caminho ideal na vida da correção de sua alma.

De KabTV,“Fundamentos de Cabalá”, 12/02/19

Comente