“A Razão Espiritual Pela Qual Tomei A Terceira Dose” (Linkedin)

Meu novo artigo no Linkedin: “A Razão Espiritual Pela Qual Tomei A Terceira Dose

Há pouco recebi um convite do Ministério da Saúde para ir a um determinado posto de vacinação em meu país, Israel, para tomar minha terceira dose. Fiquei na fila por cerca de meia hora antes de chegar a minha vez, mas assim que entrei, tudo acabou em menos de um minuto. Disseram-me para esperar de 10 a 20 minutos após a injeção para ter certeza de que não teria efeitos colaterais, mas admito que não tive paciência. Eu me sentia bem, um pouco cansado de ficar do lado de fora por meia hora, então voltei direto para o escritório para me preparar para os programas diários.

Só podemos nos culpar pela quarta onda que está se espalhando agora em Israel. Se estivéssemos mais unidos, isso não teria acontecido. Do ponto de vista espiritual, o vírus não é um problema médico, mas um teste para nossa união, e estamos falhando. A regra na espiritualidade é que, se trabalharmos juntos, estaremos seguros, pois nossa unidade nos torna iguais à força unificada que cria a vida. Na sabedoria da Cabalá, chama-se “Eu habito entre o meu próprio povo”.

Rabash, meu professor, ensinou-me pelo exemplo e com palavras que devemos obedecer ao que dizem os médicos. Se houver disputas, ele segue a orientação do governo. Este, para ele, era o significado de habitar entre seu povo. Rabash não mergulhava nas complexidades dos medicamentos que recebia; ele sabia que tinha que seguir as ordens do médico porque era a coisa certa a fazer no sentido espiritual.

Como ele, não entro em questão se a vacina funciona ou não, se existem motivos ocultos por trás dela ou não, ou em qualquer outra questão. Tudo o que sei é que o governo israelense recomendou que qualquer pessoa com mais de 60 anos fosse vacinada e me convocou para ir e fazer isso em um determinado dia em um determinado lugar. Portanto, eu faço isso para estar entre o meu povo, o povo de Israel.

Para mim, é uma expressão do meu desejo de me unir ao meu povo. Se todos tivéssemos o desejo de nos unir, não teríamos chegado a isso; teríamos eliminado o vírus. É um teste em que falhamos todos os dias. Enquanto falharmos, o vírus continuará se espalhando e nenhuma vacina, medicamento ou qualquer outra medida ajudará.

Se não aprendermos a nos unir por meio do vírus, outro golpe virá, mais sinistro e agressivo do que a Covid. Se não aprendermos com o segundo golpe, um terceiro cairá sobre nós, pior do que os dois anteriores. Quando aprendermos que nosso único remédio é a unidade, escolher a união ao invés de tudo e qualquer outra coisa, nossos problemas cessarão.

Comente