O Criador Não Mudará O Plano Da Criação

293A primeira onda de coronavírus atingiu principalmente pessoas idosas. Mas as próximas ondas já estão afetando cada vez mais os jovens. É como as pragas egípcias que começaram de longe e depois chegaram a golpes cada vez mais significativos para correção.

O Criador não muda Seu plano da criação. Mas se um anjo não realiza sua obra, o Criador coloca outro anjo em seu lugar. Portanto, quando várias ondas da pandemia passarem: a segunda, a terceira e a quarta, crianças e até bebês podem estar sob ataque. Devemos entender que o Criador não se comprometerá conosco. Não devemos esperar que o vírus desapareça por si mesmo ou que possamos encontrar uma cura milagrosa para ele.

Teremos que revelar que a boa conexão entre nós é o único remédio que destrói o coronavírus. Esse não é um vírus comum, mas uma consequência de nossa falta de correção espiritual, ou seja, o egoísmo. Onde há egoísmo, haverá mais e mais vírus até que o próprio Faraó diga que essa é a mão do Criador, como na época do êxodo do Egito.

Desde o início da criação, o mesmo cenário se repete, apenas em diferentes formas e com outros personagens. Em essência, nada muda. As forças espirituais agem de acordo com o mesmo esquema e conduzem todos à unidade. Apenas o cenário material muda, enquanto a essência espiritual permanece inalterada.

Nosso egoísmo é o Faraó; o Criador ainda é o mesmo Criador. Moisés é todo Cabalista e o método Cabalístico que nos puxa para a correção. Precisamos segui-lo tanto quanto possível. Só é possível sair desse Egito, da pandemia do coronavírus, unindo-se.

Dizem que “o médico tem permissão para curar”, e todo especialista (financista, economista, advogado, etc.), líder ou indivíduo tem a oportunidade de corrigir o mundo em sua esfera. E uma vez que nossa sociedade está corrompida, todo especialista está corrompido, e ele tem o direito de se corrigir, bem como de corrigir a sociedade.

É assim para todas as pessoas. Esse é o significado da regra: “Segue-se que o médico recebeu permissão para curar”. Afinal, existe o Criador por trás de cada pessoa. E se eu quiser ver dessa forma, isso vai me afetar intimamente de uma forma que serei curado.

Um economista, um advogado ou um financista de forma corrigida são todos médicos que curam as falhas da sociedade humana. Eles estão estabelecendo um sistema para mim, não físico como um médico, mas um sistema social universal, a fim de trazê-lo a um estado chamado Adam, um homem com um coração.

Então veremos como todos agem em prol da cura e que o Criador deu a todos o direito de curar, não apenas o corpo fisiológico, mas nosso corpo comum, o sistema humano e social.

O mais importante é a atitude do paciente para com o curador, ou seja, do paciente para com o médico. Cada especialista em sua área pode ser considerado um “médico” e cada um de nós que precisa de ajuda pode ser considerado um “paciente”.

Agora, existem muitas reclamações sobre a medicina e os médicos em relação ao coronavírus, mas nós mesmos construímos esse sistema corrupto e egoísta ao longo de milhares de anos de história humana. Agora finalmente vimos a luz e estamos começando a ver suas deficiências. Isso é chamado de revelação do mal, o que é chamado de “sete anos de fome”, nos quais começamos a sentir e colher os resultados do sistema egoísta que construímos ao longo de toda a nossa história.

Tudo o que nos resta é nos voltarmos ao Criador para a correção. A mesma história do êxodo do Egito se repete: os golpes nos mostram que estamos à mercê da natureza, ou seja, do Criador, e que devemos de alguma forma nos corrigir, mudar nossa atitude diante do que está acontecendo.

O primeiro golpe do coronavírus ocorreu há apenas um ano e veja como ele já mudou o mundo. Aeroportos vazios, silêncio ao redor, um avião por hora e pronto. E as pessoas estão gradualmente se acostumando com essa vida, elas percebem que ela tem suas vantagens. Afinal, antes não parávamos essa corrida irreprimível se movendo de um lugar para outro. É hora de pensar: por que estamos correndo?

A pandemia está gradualmente se aproximando das crianças. Ainda não sabemos como é quando as crianças sofrem de uma doença tão grave em tão grande escala. É doloroso ver crianças mesmo com máscaras no rosto, e é ainda mais assustador imaginar o que poderia acontecer se as crianças estivessem sob respiração artificial. Mas se não começarmos as correções, isso acontecerá inevitavelmente, porque o Criador não mudará o programa da criação.

De KabTV, “Uma Conversa com Jornalistas”, 24/06/21

Comente