Nada É Mais Forte Do Que O Hábito

571.03Pergunta: Não há nada mais forte do que o hábito. A natureza de uma pessoa, sua essência, é o desejo de receber que funciona de acordo com um determinado programa: máximo de prazer com o mínimo gasto de energia. Mas, visto que o caráter de uma pessoa não pode ser mudado, isso significa que os hábitos também não podem ser mudados?

Resposta: É muito, muito difícil. Isso requer uma motivação séria, o desejo de adquirir algumas novas ações, atos e gostos habituais, impostos e induzidos.

Na verdade, o hábito é uma segunda natureza. Recebemos apenas algumas características básicas da natureza e tudo o mais é formado pela influência do ambiente.

Comentário: Mas sabemos pela ciência da Cabalá que é impossível mudar a natureza de uma pessoa.

Minha Resposta: Mas dentro da própria natureza – aquilo por que me esforço, amo ou odeio – tudo acontece dentro da estrutura de nosso egoísmo comum. Somos programados pelas atitudes dos pais, da sociedade e dos amigos em relação a nós.

Pergunta: Sabemos que um hábito é uma ação diretamente relacionada ao prazer ou ao sofrimento.

Por exemplo, as crianças não gostam de escovar os dentes, mas esse hábito pode ser desenvolvido nelas se você der algum tipo de recompensa por isso, que dê prazer. Quando você não dá mais nada por ela, a própria ação se torna um prazer, pois sem escovar os dentes a pessoa sofre.

Então, por meio do prazer e do sofrimento, podemos desenvolver um hábito em uma pessoa, mas ainda não mudar sua natureza?

Resposta: Não podemos mudar a natureza. Dentro da estrutura da nossa natureza, podemos simplesmente manifestá-la de certas maneiras, mas nada além disso. Em geral, nada é feito sem uma recompensa. A natureza ou nós, ou a sociedade, algo deve nos fazer agir de uma determinada maneira.

Pergunta: Os maus hábitos podem ser erradicados pelo sofrimento?

Resposta: Não necessariamente por meio do sofrimento. Todos os hábitos podem ser erradicados. Tudo depende apenas do quanto realmente queremos e sabemos como fazê-lo.

De KabTV, “Estados Espirituais”, 25/06/21

Comente