Cair Para Subir

533.02Para subir no espiritual, ambos os estados são necessários: subidas e descidas. O principal é não estar em um estado inconsciente ou, pior ainda, em um estado animal puramente corporal. Os graus inanimado, vegetativo e animal pertencem ao nosso mundo egoísta, e o grau falante é determinado por nossa atitude para com o Criador.

É por isso que é tão importante permanecer em um estado de subida ou descida. A descida também é importante porque sem ela é impossível apreciar as subidas e é impossível encontrar novos vasos para a próxima subida. Portanto, esses dois estados – luz e escuridão – são corretos, legítimos e nos movem para frente.

É aconselhável passar pelos estados intermediários, cinzas, nem isso nem aquilo, o mais rápido possível e tentar estar no estado de subida novamente. E se não houver subida, fique na descida para se preparar para a subida. Tudo deve ser novo aos nossos olhos todos os dias. A noite é necessária para se aproximar do dia seguinte.

Se apreciarmos esses dois estados, então “a escuridão brilhará como a luz”; sentiremos que a escuridão vem até nós do lado oposto do mesmo Criador e atribuiremos os altos e baixos a ele.

Dizem que meu “amado é como uma gazela”. O Criador aparentemente foge de nós; no entanto, Ele vira a cabeça e o rosto para trás para que ansiemos por ele e o persigamos. É por isso que medimos esses dois estados, seja um estado de se aproximar do Criador ou um estado de estar separado Dele.

Não percebemos o ponto a partir do qual começamos a descer e mudar nossa atitude em relação à espiritualidade, ao grupo, ao Criador. O fato é que nossa descida é uma subida ao próximo nível, apenas na forma inversa. “Alguém é elevado em santidade e nunca rebaixado”. É por isso que chamamos a queda de uma subida da linha esquerda. É uma adição de vasos que não tínhamos antes, mas eles estão quebrados e, portanto, sentimos ainda mais escuridão neles do que antes.

E reclamamos que não adianta trabalhar se isso leva a estados tão desagradáveis. Essa é realmente a recompensa pelo nosso trabalho? Mas o que podemos fazer se precisarmos de vasos adicionais para alcançar o Criador? Esse é o nosso desenvolvimento: linha esquerda, linha direita e novamente esquerda, direita.

Ninguém gosta de estar na linha esquerda. Mas se estivermos em um grupo, seremos lembrados muito rapidamente que a linha esquerda deve crescer, de modo que, corrigindo-a, iremos revelar o Criador, nos aproximar Dele.

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá 02/07/21, “Elevar-nos”

Comente