Sacuda A Humanidade

961.2Comentário: Cada país tem seu próprio egoísmo, suas próprias reivindicações. Entre os países existe o chamado darwinismo vulgar: eu estou melhor e você está pior.

Segundo o famoso cientista Kapitsa, quando formos 11 bilhões de nós, a necessidade dos países desaparecerá por si mesma.

Minha Resposta: Não acho que o número de pessoas na Terra aumentará para uma qualidade diferente. Ou seja, há mudanças nas pessoas, mas são internas, não quantitativas.

Afinal, vemos como a nova geração não quer nada. Eles não estão interessados ​​em nada, exceto em seus telefones. Eles veem sua vida apenas neles. Eles nem mesmo falam um com o outro.

Ainda assim, tenho esperança de que a humanidade, estando neste estado, possa ouvir algo. Não devemos desistir, devemos fazer algo.

Acho que podemos sacudir aquelas pessoas que sentem desapego e vazio e mostrar-lhes que existe uma oportunidade de se elevar acima de nossa natureza egoísta porque ela nos enterra em si mesma.

Nossa principal tarefa é nos conectarmos uns com os outros, acima de todas as divergências, sem políticos e presidentes. É a conexão que revelará a força positiva que falta em nosso mundo. Isso vai mostrar e completar nossa força interna, egoísta e negativa. Então podemos encontrar um paradigma do desenvolvimento correto de uma pessoa.

De KabTV, “Juntos sobre a Coisa Principal”, 18/07/18

Comente