“Colonizar Marte Ou A Lua Ajudará A Salvar A Humanidade?” (Quora)

Dr. Michael LaitmanMichael Laitman, no Quora: Colonizar Marte Ou A Lua Ajudará A Salvar A Humanidade?

Não. Pensar que colonizar outros planetas, luas ou quaisquer outros locais salvará a humanidade não leva em consideração a causa principal de nossos problemas: que a natureza humana, o desejo egoísta de desfrutar à custa dos outros, é tudo o que precisamos mudar para termos uma vida melhor.

Se enviarmos um monte de pessoas que não sofreram nenhuma mudança interna para Marte ou à Lua, elas vão explorar, manipular e abusar umas às outras lá de forma semelhante a como fazemos na Terra.

Salvar a humanidade e criar uma vida melhor para todas as pessoas requer, portanto, mudar a nós mesmos, não a nossa localização.

A essência de nossa autotransformação são nossas atitudes uns com os outros. Precisamos perceber que a natureza humana é fundamentalmente má porque faz com que todos os nossos desejos e pensamentos priorizem o benefício próprio em vez de beneficiar os outros.

Além disso, tal natureza dá origem a um comportamento explorador, manipulador e abusivo, que pode ocorrer em qualquer lugar que formos, seja Marte ou a Lua, se não conseguirmos mudar nossa natureza para o seu oposto: priorizar o benefício dos outros e da natureza sobre o benefício próprio.

Portanto, se realmente desejássemos salvar a humanidade e criar uma vida melhor para todos e nossas gerações futuras, precisaríamos nos concentrar na implementação de um novo tipo de educação: um método de conexão que guiaria nossa mudança de atitude de egocêntrica para centrada no outro, de egoísta para altruísta, de desapegada para positivamente conectada, de divisiva para unificada e de odiosa para amorosa. Passar por tal transformação nos elevaria a um novo nível de vida que seria equilibrado com as leis da natureza. Por sua vez, traria harmonia, felicidade e confiança recém-encontradas em toda a humanidade, coisas que nem podemos imaginar hoje.

Escrito/editado por alunos do Cabalista Dr. Michael Laitman.

Foto de Christian Lischka SJ no Unsplash.

Comente