“Você Pode Descrever Sua Experiência De Despertar Espiritual?” (Quora)

Dr. Michael LaitmanMichael Laitman, no Quora: Você Pode Descrever Sua Experiência De Despertar Espiritual?

Começamos nossa ascensão espiritual tendo um desejo inteiramente egoísta, que quer apenas receber para benefício pessoal, e então uma pequena centelha de um desejo espiritual surge dentro de nós.

O desejo espiritual é de amor, generosidade e conexão positiva com todos. No entanto, inicialmente não sentimos esse desejo como tal, mas, em vez disso, o sentimos como um vazio interior entre nossos desejos egoístas. Isso levanta questões profundas sobre nossa verdadeira identidade e nosso sentido e propósito na vida.

Perguntas existenciais como “Qual é o sentido da vida?” “Quem sou eu?” e “Por que estou aqui?” exorta-nos a buscar suas respostas. Se essas perguntas nos incomodam o suficiente, embarcamos em uma jornada por ambientes novos e diferentes daqueles em que crescemos, lendo todos os tipos de textos e alcançando vários professores e grupos.

Se perguntarmos sinceramente sobre o sentido de nossas vidas, então finalmente chegaremos à sabedoria da Cabalá, que foi feita especificamente para responder a essa pergunta. A sabedoria da Cabalá também é chamada de “sabedoria da conexão”, pois orienta metodicamente um processo de como nos conectarmos positivamente a fim de descobrir nossa unificação final entre nós e com a natureza como uma única alma, com a força de amor e doação habitando na natureza nos mantendo todos juntos.

Aprendemos sobre os princípios fundamentais da realidade em que vivemos: uma vez existíamos como uma única alma, chamada de “a alma de Adam HaRishon”, que se despedaçou. A destruição de Adam HaRishon deu origem ao nosso estado como o conhecemos neste mundo, onde também nos percebemos como seres separados e nos sentimos separados da natureza.

No entanto, enquanto existimos nesta percepção de separação, temos uma pequena centelha, chamada de “ponto no coração” na sabedoria da Cabalá, que pertence ao nosso estado conectado como uma alma completa antes de se estilhaçar. Este ponto no coração desperta questões existenciais em nós e nos incita a pesquisar como podemos finalmente descobrir nossa alma perfeitamente conectada, harmoniosa e eterna.

No início de nossos estudos de Cabalá, aprendemos a diferença entre humanos e animais, que os humanos têm uma inclinação egoísta adicional para o amor próprio, não encontrada no mundo animal. Quem sente esse amor-próprio egoísta, uma sensação de singularidade, também pode ter a sensação de que é uma inclinação ao mal, e que para descobrir a espiritualidade precisa se elevar acima dessa inclinação ao mal para descobrir uma “inclinação ao bem”.

A inclinação ao bem é se conectar e se integrar com os outros. Ao investirmos em tal conexão, atraímos as forças espirituais que habitam acima do ponto onde a alma de Adam HaRishon se despedaçou e, por meio da influência dessas forças espirituais, finalmente alcançamos a descoberta de nossa verdadeira conexão como uma única alma. Essa revelação nos abre uma imagem completa da realidade e uma sensação de conexão que é absoluta, harmoniosa, perfeita e eterna.

Baseado na Lição Diária de Cabalá com o Cabalista Dr. Michael Laitman em 26 de janeiro de 2021. Escrito/editado por alunos do Cabalista Dr. Michael Laitman.

Comente