O Código Secreto Da Torá

151Comentário: Dizem que as primeiras letras que apareceram após as pinturas rupestres [pictogramas] foram as letras do alfabeto hebraico: Aleph (א), Bet (ב) e assim por diante.

Minha Resposta: Elas não apareceram. Elas foram descobertas por Adão, que viveu quase 6.000 anos atrás.

Ele descobriu essas letras porque começou a entender a correlação entre a qualidade de doação e a qualidade de recepção e a conexão entre elas. Ele viu que existem apenas 22 conexões, e que através dessas conexões entre recepção e doação, ele poderia expressar todas as qualidades do mundo. Portanto, ele as descreveu na forma de linhas e pontos. A partir dessa época, temos o alfabeto.

Pergunta: O que é o ponto preto em uma letra hebraica de onde tudo começa?

Resposta: É algo completamente oposto à qualidade de doação e bondade. Doação, amor e bondade são as qualidades positivas que fluem de um objeto para outro apenas para o benefício do outro, e são chamadas de luz. E o oposto disso é chamado de ponto preto.

Pergunta: Alguma letra começa com este ponto preto?

Resposta: Claro.

Comentário: Então desenhamos uma linha horizontal e uma linha vertical.

Minha Resposta: Sim, no fundo da luz branca. No fundo da folha de papel branca.

Pergunta: Quando a letra inteira é escrita, o que significa?

Resposta: Eu descrevo até que ponto as qualidades negativas podem se tornar semelhantes às qualidades positivas.

Pergunta: Você quer dizer que esta letra preta pode se tornar semelhante à folha de papel branca, à luz branca?

Resposta: sim.

Pergunta: E quando combino letras em uma palavra?

Resposta: Com isso, você apenas explica como passa de uma qualidade de doação para a segunda e depois para a terceira, quarta e assim por diante.

Pergunta: E quando eu escrevo uma frase e preencho completamente esta, por exemplo, luz branca, esta folha de papel?

Resposta: Ao fazer isso, você expõe todas as suas capacidades de doação contra o fundo da luz branca. Depois que a Torá foi escrita, que descreve absolutamente todas as qualidades mútuas potenciais de doação e recepção, não há por que escrever mais nada. Tudo é simplesmente todo tipo de acréscimo e comentários à Torá.

Pergunta: Então, a Torá descreve todos os desejos e aspirações do homem para se tornar doador e amoroso?

Resposta: Sim.

Pergunta: E se uma pessoa escrever em inglês, russo, alemão, armênio ou qualquer outro idioma?

Resposta: O fato é que o que está sendo escrito agora, você não consegue ler corretamente porque os idiomas estão em constante mudança. Se você pegar um francês moderno de hoje e um que viveu durante as Cruzadas, eles não se entenderiam. A linguagem mudou muito!

Pergunta: E o hebraico?

Resposta: Não. O hebraico não mudou. Lemos livros que foram escritos dois ou três mil anos atrás. Adão escreveu seu livro O Anjo Raziel 6.000 anos atrás, e nós o lemos como se tivesse sido escrito hoje. Não está muito claro, mas lemos. Poderíamos falar com Adão da mesma forma que falaríamos com nossos contemporâneos.

Não há outra nação que poderia encontrar seu ancestral que viveu há milhares de anos, entendê-lo e falar com ele na mesma língua.

E os judeus poderiam facilmente!

Pergunta: É porque o código não mudou?

Resposta: Isso. Ele não pode mudar porque é a interação entre a luz e a escuridão, a interação entre duas forças.

Pergunta: Quando dizem que há um certo código embutido na Torá, é sobre essa interação entre a luz e a escuridão?

Resposta: Sim. A escuridão é as letras e a luz é o fundo sobre o qual escrevemos.

As letras representam a equivalência da qualidade de uma pessoa com a qualidade do Criador. Quando o homem chegar a essa equivalência, não haverá diferença entre as letras e a luz. Todas as letras expressarão apenas a qualidade da luz.

Todas as letras existem apenas para enfatizar todas as qualidades da luz nessas linhas, naquelas imagens onde ela está ausente.

Pergunta: É verdade que as linhas horizontais e verticais representam luzes diferentes?

Resposta: Sim, claro. Há muitos sinais diferentes e há muitos segredos nisso, ou seja, coisas que ainda não resolvemos.

Pergunta: Existem realmente segredos não resolvidos nas letras?

Resposta: Claro! Não há nada além de letras. A letra é um sinal entre nós e a força superior. Não há nada além desses sinais.

Pergunta: Podemos dizer que a luz passa de cima por um estêncil chamado “letra” e fica impressa na pessoa?

Resposta: Sim, isso também é verdade.

Pergunta: Certa vez, você contou a história de uma pessoa completamente comum que vivia na Sibéria e que lhe escreveu uma letra em hebraico na mais alta e pura linguagem poética.

Resposta: Sim. Eu mostrei ao meu professor Rabash. E ele disse que era um texto Cabalístico escrito por um homem simples porque ele tinha muita iluminação espiritual.

Pergunta: Podemos concluir disso que todas as letras estão dentro de nós, dentro de cada pessoa no mundo?

Resposta: Sim. Mais tarde eu conheci esse homem e ele não entendia nem sabia de nada. Ele veio para Israel quando foi libertado da Sibéria depois de muitos anos. Não havia mais nada nele do estado que experimentara então. Foi dado a ele como um breve flash porque ele estava sofrendo muito. Ele queria sair de si mesmo, de seu corpo, com todas as suas forças! E essa tensão o levou a tal estado que ele foi capaz de escrever em hebraico. Simplesmente veio ao mundo através dele.

Pergunta: Mas podemos dizer que foi sua oração?

Resposta: Claro.

De KabTV, “Notícias com o Dr. Michael Laitman”, 04/01/21

Comente