Seguindo O Professor Que Vê O Caminho

750.03Maimônides já deu uma verdadeira alegoria sobre isso: “Se uma fila de mil cegos caminha ao longo do caminho, e há pelo menos um líder entre eles que pode ver, eles certamente seguirão o caminho certo e não cairão nas covas e obstáculos, por estarem seguindo aquele que enxerga que os conduz.

Mas se este estiver faltando, com certeza eles tropeçarão em todos os obstáculos do caminho e todos cairão na cova” (Baal HaSulam, “Introdução ao Livro do Zohar”, Item 57).

Pergunta: É possível que uma pessoa que já encontrou um professor e começou a seguir o caminho certo, depois se desvie?

Resposta: Isso indica falta de conexão com o professor. O aluno deve manter constantemente essa conexão viva. Se não a renovar, o professor continua avançando, enquanto o aluno se move gradualmente para o lado pela tangente até que a conexão entre eles seja totalmente perdida.

É muito interessante observar esse processo, como um aluno ouve cada vez menos, vem cada vez menos para as aulas e depois desaparece.

O principal é que o professor não pode falar nada sobre isso para o aluno. O aluno deve examinar isso por si mesmo e entender como operar em cooperação mútua com o professor.

Mas deve ficar claro para ele que, quando não se apega ao professor, como uma criança que se apega a um adulto, ele não sabe onde está. Afinal, existem muitas situações em que ele é como uma criança que se perde na multidão e não sabe a quem se segurar e para onde ir. Ele deve adquirir esse sentimento de proximidade ou desapego do professor.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 12/02/18

Comente