O Mestre Ama Seu Trabalho

528.03Precisamos atingir tal atmosfera na dezena que desfrutemos do trabalho contra nossos desejos egoístas como uma arte especial. Um verdadeiro mestre ama seu trabalho, não importa com que material ele trabalhe, seja madeira ou metal. Ele gosta quando cria.

Cozinhar o jantar pode ser uma arte, tudo depende do desejo da pessoa envolvida no trabalho. Precisamos ter certeza de que começamos a desfrutar do trabalho espiritual e que ele não nos causa sofrimento. Precisamos desfrutar da resistência do egoísmo e devemos superá-lo.

Afinal, a cada momento em que supero meu egoísmo, sinto que sou um artesão no processo de criação e posso ser um parceiro do Criador, transformar o egoísmo em doação e me elevar acima dele. Ao fazer isso, trago contentamento ao Criador.

Elevar-se acima do egoísmo é uma arte e me sinto um mestre igual ao Criador porque tento ser Seu assistente. Eu me movo do lado do meu egoísmo para o lado do Criador e trabalho em mim mesmo, no material embutido em mim, para que junto com o Criador eu possa me esculpir em um homem, Adam.

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá 10/01/21, “Capítulo Shemot

Comente