O Grande Enredo Do Roteirista

584.01Comentário: Os roteiristas de Hollywood foram questionados: “Se 2020 fosse o último episódio de uma série de TV, o que você diria? Como você a terminaria?”

A propósito, eles realmente me decepcionaram. Eu li duas páginas de respostas. Primeiro, eles criticaram o roteirista, dizendo: “Foi tudo escrito por um roteirista maluco”.

Minha Resposta: Não de acordo com a razão deles. Isso é claro.

Comentário: Sim, não de acordo com a razão deles. Em seguida, eles disseram: “Esse roteirista é muito duro”. Até para Hollywood!

Minha Resposta: Isso é surpreendente.

Comentário: Eles passaram a dizer que ele não estava agindo como um roteirista de forma alguma. Ou seja, de repente algo aconteceu e é preciso resolver essa história de alguma forma, e ele não resolve, ele dá uma próxima, ainda maior.

Minha Resposta: Isso é o que a Cabalá diz.

Comentário: Aí Ele também não resolve: sem final feliz, nada acontece, e depois conta outra história. As pessoas esquecem a anterior, já estão se sentando na próxima: América, Europa, assassinato e coronavírus, o que você quiser. Ou seja, ele faz o que quer em 2020.

Minha Resposta: Para nós com nossa mente curta, não está claro que conexão existe entre esses fenômenos. O enredo desse roteirista não é claro para nós.

Pergunta: Existe uma conexão clara?

Resposta: Muito clara, as leis do universo.

Comentário: Quando eles terminaram, ofereceram os seguintes finais: era só um sonho, um, dois, três e acordamos.

Minha Resposta: Este é um bom final para o filme.

Comentário: Certamente. Em seguida, a câmera se afasta e revela que todo o drama é uma invenção da imaginação de uma criança autista.

Minha Resposta: Isso também é bom.

Pergunta: Então um final primitivo: vespas assassinas aparecem, alienígenas chegam e fogos vêm de todos os lados.
Você pode nos contar qual é o enredo desse roteirista?

Resposta: Eu acredito que ele nos educa, tira todas as nossas abordagens anteriores para o desenvolvimento do mundo, de nós mesmos, de nós. Rasga o chão debaixo de nossos pés para que possamos, precisamente estando totalmente perdidos, perder nosso foco anterior, isto é, quando estávamos focados em algo e tentávamos não perder onde estavam o início e o fim e como eles se conectam e assim por diante, estando em tal prostração que começaríamos a ver através deste novo quadro.

É por isso que vamos começar a ver: “Então é daí que tudo cresce, é por isso que isso apareceu dessa forma!”

Pergunta: Nossos cérebros anteriores precisam ser nocauteados?

Resposta: Claro. Veja o que o coronavírus está fazendo!

Pergunta: Sim. Isso é 100%. O que começamos a ver então? Perto do final da série.

Resposta: Não vemos isso ainda, mas veremos o enredo desse roteirista. Veremos seu grande plano, como ele nos ensina, como nos guia por todos os estados, para que entendamos o que ele está planejando, e que antes do final de todo esse filme desejemos o que ele planejou.

Pergunta: Isso é chamado de “suspense”, espera ansiosa. O que ele espera?

Resposta: Ele espera que desejemos, para antecipar o que ele tem reservado para nós.

Pergunta: O que ele tem reservado para nós?

Resposta: Não posso dizer isso.

Comentário: Essa é a pergunta principal que foi feita!

Minha Resposta: Não. Isso está nos consumindo. Isso deveria estar nos sufocando, nos esmagando! Temos que concordar com tudo. Temos que estar em tal estado que tudo o que o roteirista faz, tudo o que ele se desdobra na nossa frente, seja o melhor e o bom estado. Devemos abandonar todas as nossas críticas, todas as nossas esperanças, tudo! Basta nos entregarmos completamente a ele e ao seu roteiro.

Queremos apenas seguir essa corrente que nos leva até ele. Exatamente a ele! Para o fato de que concordamos totalmente com ele inicialmente. Sem entender nada, sem estar cientes de nada, queremos apenas estar em contato, em conexão, em conexão completa com ele, para que eu não tenha mais nada de meu na minha cabeça ou no meu coração.

Pergunta: Isso é chamado de “o fim que eles não poderiam ter previsto”. Ou seja, aconteça o que acontecer, deixe acontecer, se for de você. É este o estado ao qual devemos chegar?

Resposta: Sim.

Pergunta: Qual será então o final?

Resposta:  Não importa qual seja. O principal é que vem dessa única força superior.
Isso é o que Ele faz conosco, Ele gradualmente tira de nós todas as nossas antigas pequenas fundações egoístas, pistas e ideias.

Pergunta: Eu devo sentir: confio totalmente em você, sou grato a você?

Resposta: Abandone esta vida completamente. Nade com ele da maneira que o grande roteirista o desdobra na sua frente.

Pergunta: Este é o conselho? Deixe estar?

Resposta: Claro. Não há mais nada a fazer. Ele vai fazer isso de qualquer maneira. Então, mais um ano, ou mais dois anos, não vamos passar disso amanhã.

Pergunta: Ele elimina tudo o que pensamos que poderíamos fazer, até mesmo este estado “em nosso poder”?

Resposta: Sim.

Comentário: Nada está em nosso poder! Isso é surpreendente!

Minha Resposta: Isso é lindo! Não pode haver mais nada! As pessoas na Terra estão bisbilhotando, todas querem construir algum futuro à sua maneira, para convencer os outros de que estão certas. E no final, a força superior ri de todas e gradualmente faz o que deve fazer. Ela educa todos nós a revelar o pequeno egoísmo, esta atitude burguesa e estreita para com tudo, para que revelemos a nós mesmos com plena fé em tudo o que só deve provir Dele.

Pergunta: Nós, pessoas, humanos, pelo menos ficaremos um pouco mais próximos uns dos outros ao longo do caminho?

Resposta: O problema aqui é o número e a qualidade dos golpes que teremos que sobreviver. Temos que concordar com Seu roteiro, com Seu final, com o fato de que ainda temos que nos aproximar o suficiente para sentir um ao outro. Cada um precisa sentir a todos!

Eu mudo dentro de mim de tal maneira que, queira ou não, sinto absolutamente todos. Eu não posso cortar isso! Eu não posso sair disso! Acabei de ser criado desta forma! É como, digamos, você acorda e tem isso. Tudo isso!

Ou seja, você sente absolutamente todo o universo, que está conectado a você de maneira rígida, firme. Tudo o que acontece está em você. Você está conectado a ele até certo ponto.

Pergunta: Eu sinto toda a dor, sofrimento, felicidade e miséria – absolutamente tudo?

Resposta: Absolutamente tudo!

De KabTV, “Notícias com o Dr. Michael Laitman”, 05/11/20

Comente