Inesquecível 2020

294.2Na passagem de ano, costuma-se somar os resultados do ano anterior. O ano de 2020 ficará na história como um símbolo da epidemia de coronavírus que se espalhou pelo mundo.

Além disso, estava cheio de outros eventos: guerras, distúrbios civis em diferentes partes do mundo, desastres naturais, grandes incêndios florestais na Califórnia e na Austrália, crises econômicas, um terrível aumento do desemprego em todo o mundo.

Com tudo isso, eu, como Cabalista, posso avaliar o ano de 2020 que passou como o mais progressivo da história. A humanidade começou a se sacudir, a se livrar de hábitos inúteis como a busca por dinheiro, diversão, restaurantes e do desejo de se encher de prazer sem pensar em mais nada.

Então a natureza nos deu um tapa na cara e nos forçou a parar. Não tivemos escolha a não ser parar a corrida e voltar para casa. A epidemia nos obrigou a nos aposentar e pensar em nossas vidas ou pelo menos a abandonar velhos hábitos. E isso é bom, porque a humanidade foi forçada a mudar de uma vida em busca de dinheiro e poder para tempos diferentes, para novos valores.

Este ano conseguimos fazer isso, embora não por escolha própria, mas por um decreto superior. Nesse sentido, o coronavírus realmente nos prestou um grande serviço e hoje estamos em um estado completamente diferente. Fechamos muitos negócios que não eram necessários.

Paramos de envenenar e destruir a natureza, derrubar árvores, matar animais e, pelo menos, reduzir drasticamente os danos. A Terra começou a se recuperar da devastação que infligimos a ela nas últimas décadas.

Eu espero sinceramente que essas mudanças positivas continuem. A epidemia não vai acabar assim porque não se trata de um desastre, mas de uma grande ajuda da natureza.

Está escrito que “pelos golpes do Criador, Ele cura”. A epidemia de coronavírus foi a cura para nosso egoísmo excessivamente aumentado. Portanto, eu espero sinceramente que dela tiremos conclusões corretas e úteis para o nosso desenvolvimento posterior.

De KabTV, “O Mundo”, 27/12/20

Comente