Descubra O Que É Felicidade!

572.03A quebra é revelada em nossos desejos egoístas naturais, nos quais somos capazes de ver, sentir e experimentar. Portanto, temos à nossa disposição um vocabulário rico para expressar nossa má vontade, sofrimento, mal-entendidos, confusão de sentimentos – todos sentimentos negativos.

Muitos romances foram escritos e muitos filmes foram feitos sobre situações difíceis, dolorosas e dramáticas em que as pessoas sofrem. Temos muitas palavras, sentimentos e expressões para descrever o sofrimento. E não há quase nada a dizer sobre estados bons – apenas nos sentimos bem e pronto!

Por que não existem tantas sutilezas na felicidade quanto na infelicidade? Afinal, uma não existe contra a outra? E tudo porque não entendemos e não somos capazes de sentir a felicidade profundamente, não construímos o bem sobre o mal.

Se o fizéssemos, encontraríamos muito mais palavras para expressar amor do que temos atualmente. Podemos falar sobre sofrimento sem parar, criar romances e filmes inteiros. E o final bom é muito curto: se abraçaram, se beijaram, sorriram um para o outro, e o filme acaba.

O problema é que não sabemos o que significa ser verdadeiramente feliz. Em nosso mundo, não construímos o bem contra o mal para que todos os crimes sejam cobertos pelo amor. Se realmente queremos revelar o amor e revelar todas as facetas da conexão, todas as sombras e sensações na conexão, não devemos apagar as contradições que existiam antes, mas apenas cobri-las com amor.

Então nossa conexão absorverá todas as nuances, todas as sutilezas que estavam no sofrimento, na quebra. Portanto, o Criador criou um vaso simples, encheu-o com luz simples e o quebrou para que pudéssemos revelar quantas sutilezas existem nessa quebra, as muitas contradições entre nós e as várias manifestações de ódio, rejeição e afastamento.

Em nosso mundo, nós apenas mergulhamos em nossas experiências desagradáveis ​​e constantemente ordenamos nossas relações uns com os outros. Tudo isso para cobri-los de amor. Não temos expressões e palavras coloridas para o amor agora, mas podemos senti-lo nas mesmas cores ricas que o sofrimento, e assim revelaremos o Criador.

Do contrário, não temos sentimentos dignos Dele, nem palavras para expressar. Existe apenas uma luz branca imóvel e nada mais. Não consigo sentir, não tenho nada a que me agarrar. Ele preenche todo o universo na mesma medida, e não tenho como sentir isso.

Portanto, devemos tentar combinar tristeza e alegria, mal e bem. Então todo o rico vocabulário que temos para expressar sentimentos e ações desagradáveis, todo o abismo do sofrimento e do descontentamento, podemos projetar e transferir para impressões positivas e sentimentos de felicidade a fim de revelar o Criador de acordo com eles.

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá 17/01/21, “O Amor Cobre Todas as Transgressões”

Comente