A Imagem Aberta Pelo Livro Do Zohar

249.01Pergunta: Nossa tarefa é revelar o mundo que O Livro do Zohar nos dá?

Resposta: Devemos revelar o mundo superior de forças, propriedades e suas relações entre si. O Livro do Zohar nos dá essa oportunidade.

Tudo o que percebemos como existente fora é atraído para dentro de nós. Todos os tipos de parâmetros, forças, interações e reações eletroquímicas pintam um quadro do mundo material em nosso cérebro, e vemos uma grande mistura de forças. Na verdade, tudo isso não é a imagem real. É assim que nosso cérebro descreve o que sente dentro de nós.

Quando começamos a sentir o mundo superior através do Livro do Zohar, ele nos mostra exatamente aquelas forças que estão diante da imagem terrestre e ainda mais elevadas, não todos os tipos de reações eletroquímicas no cérebro, mas as superiores que as controlam e determinam. Isso é chamado de mundo superior, o nível mais elevado.

O que isso nos dá? A capacidade de nos elevarmos acima da ilusão de nosso mundo, acima da ilusão da existência de nossos corpos, acima de toda a imagem, que é desenhada como se na tela. Na verdade, ela não existe. Como no cinema, se não fosse o projetor, no qual a bobina está inserida e o filme está girando, não haveria imagem.

É assim que vivemos. Alguma imagem está sendo rodada para nós e brincamos com ela como se fosse real. Nós interagimos com ela e uns com os outros, então nos vemos e sentimos que tudo isso realmente existe. E de repente, através do Livro do Zohar, você começa a ver que tudo isso é uma imagem holográfica. Não existe.

Existem apenas forças que pintaram esses quadros para você. Você volta à raiz deles, começa a entender para que tudo isso servia, por que, para quê. E como se partisse dessa imagem externa, você começa a subir às suas fontes: de onde vem e por quê. Você ascende a reinos mais elevados.

Nesse caso, você não perde nada. Ao contrário, você começa a sentir tudo o que acontece de forma mais vívida.

É como as pessoas vêm até mim e me mostram um anúncio que desejam fazer, por exemplo, sobre a Cabalá. Eu olho: “Isso não está certo, algo não está funcionando”. E elas me dizem que há uma imagem com dezoito milhões de cores no computador. Mas eu só pego sete cores do arco-íris e alguns outros tons. De onde vieram 18 milhões?

Na verdade, quando nos elevamos às fontes que essas imagens fornecem em nosso mundo, começamos a nos enriquecer bilhões de vezes mais em todas as sensações. Visão, audição, olfato, paladar e sensações táteis se desenvolvem, e cada um deles se torna um mundo inteiro! Portanto, ele se torna tão rico e, o mais importante, eterno, perfeito e determina tudo.

De KabTV, “O Poder do Livro do Zohar” # 1

Comente