A Dezena É O Novo Eu

934A anulação e a subjugação são muito importantes no trabalho espiritual porque simbolizam a transição da autoridade do egoísmo para a autoridade da força de doação, amor e unidade com o Criador.

Existem duas autoridades: a inclinação ao bem e a inclinação ao mal; cada vez que mudamos de uma para a outra, caímos e subimos, de modo que em nossa conexão, em sua comparação, na avaliação de uma em relação a outra, nos encontramos.

Nosso lugar não é dentro da inclinação ao mal, mas também não é dentro da inclinação ao bem, porque nela desapareceríamos. Portanto, precisamos estar no meio para ser um indivíduo independente. Isso só é possível estando integrado na dezena. Na dezena, temos a oportunidade de afirmar nosso status, nos tornarmos seres humanos e adquirirmos independência e a imagem de Adão.

Pela garantia mútua entre nós, tornamo-nos semelhantes ao Criador, o estado em que temos o direito de ser chamados de seres humanos.

Portanto, à medida que a pessoa avança na espiritualidade, ela se sente cada vez menos confiante, cada vez mais duvidosa de sua compreensão e sentimentos. Em contraste com este mundo onde todos estão firmes em suas próprias opiniões, uma pessoa que anseia pela espiritualidade se sente confusa, desamparada, como uma criança perdida. Parece-lhe que está perdida no grande mundo e cortou sua conexão com a realidade.

Na verdade, são momentos felizes no caminho espiritual porque aos poucos começamos a ver que existimos no grupo, na dezena. Parece-me que o salvador veio e me tira do desamparo e do desespero, do vazio da minha mente e do meu coração.

Nesse estado de desespero, lembramos de repente que temos um grupo. É assim que o Criador está nos dando a direção certa, como se dissesse “Você quer ser homem, quer crescer? Por favor, aqui está sua próxima imagem, sua próxima forma”. Você se sente perdido agora, e isso é bom. O novo você é a dezena. Integre-se nela, dissolva-se nela e aí você se encontrará, sentirá o mundo.

Não há nada fora da dezena. Na medida em que você sentir seus amigos e entrar no estado correto, você entrará em um novo mundo, uma dimensão espiritual. Em nossa época, estamos passando por essa junção entre mundos, a fronteira entre o mundo anterior, antigo e individualista, e o mundo integral perfeito.

No mundo anterior, um único Cabalista poderia revelar a força superior, mas agora temos que nos conectar em dezenas. Caso contrário, não temos chance de revelar espiritualidade. Somente conectando-nos com os amigos encontramos um escudo, um volante e os meios corretos para avançar em direção à meta que aparece no final de um caminho suave. Todo o caminho passa por uma conexão cada vez maior na dezena. Assim, eu saio de um estado perdido e sem esperança.

Quando eu percebo que todo o meu progresso é feito apenas por meio da conexão no grupo, tudo fica claro para mim e um caminho reto se abre. Nada mais é necessário, a não ser conectar-se com os amigos a fim de sentir a confiança em nossa conexão que vem do Criador que está oculto lá. O Criador gradualmente se aproxima e se revela porque eu almejo a conexão.

É por isso que estou tão feliz com minha dependência da dezena, desse pequeno círculo. Todo o caminho fica muito simples: eu só preciso me anular perante a dezena e assim avançarei em direção à meta. A implementação é clara e está em minhas mãos.

Eu estava me sentindo desesperado, como uma criança perdida, um zero completo, e de repente descubro que tenho tudo, tudo está na minha frente. Não há nada além dos amigos, e vou encontrar tudo neles.

Se estou fora do grupo, sinto-me completamente desamparado, afogando-me no egoísmo e em perguntas que não têm respostas. Toda a confiança e alegria, felicidade e realização estão em minha conexão com a dezena. Só aí, na direção de dentro dela, encontro meu bom futuro.

Eu preciso do grupo porque é onde está minha alma. Todos os estados negativos surgem apenas da desconexão da dezena, e todos os estados positivos só podem estar em conexão com ela, de modo que eu não me imaginaria sem a dezena, como está escrito: “pois estou apaixonado”.

Da 1a parte da Lição Diária de Cabalá 01/01/21, “Anulação e Submissão”

Comente