Você Deve Começar Com O Amor Pelas Pessoas

942Estamos passando do amor da criação para o amor do Criador. Amor pelo Criador é amor perfeito em todo o sistema, onde a luz e o vaso são revelados juntos, apoiando-se mutuamente.

Mas precisamos começar com o amor à criação, ou seja, aproximar-nos uns dos outros nas dezenas até que não sintamos mais a diferença entre nós, para que nossos desejos e sentimentos se fundam em um sentimento comum. Todos devem completar os outros nisso. Não estamos falando de conexão física, que pertence ao nível animal, mas de uma conexão humana, ou seja, não no nível físico, mas no nível sensorial.

Essa conexão começa com um ódio infundado, que não tem outra explicação senão que foi criado pelo Criador. E daí devemos chegar ao amor fraterno como uma pessoa com um coração.

Não tome o exemplo de um mundo onde há luta e todos estão unindo suas forças, como crianças briguentas. Devemos seguir o conselho dos Cabalistas e nos ver no estágio final do processo de correção. Já passamos por muitos ciclos de vida nesta Terra ao longo de milhares de anos. E não é por acaso que agora descobrimos a ciência da Cabalá. Neste mundo, nada é aleatório, tudo é calculado a partir do sistema da alma comum.

Portanto, devemos trabalhar juntos e alcançar a unidade. Se alguém cair, o que devemos fazer? Aparentemente, este é o seu destino. Mas tentaremos montar nosso sistema e chegar a uma conexão mútua baseada na igualdade e no amor. Afinal, o amor é o vínculo mais forte possível.

“Do amor às criaturas ao amor do Criador”, porque o Criador é um sistema global que nos é revelado. O Criador é uma generalização, a soma de todas as almas e a razão de sua criação, a fonte.

O amor é uma conexão mútua completa em que cada um busca apenas como completar os outros. Esta é a forma de existência da alma comum.

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá 29/11/20, “Trabalho com Fé Acima da Razão”

Comente