Viva Para Doar

261Onde está a garantia de que na sociedade do futuro os líderes não tomarão para si mais do que todos têm direito e não destruirão todas as boas iniciativas como aconteceu na União Soviética?

A sociedade futura é uma sociedade aberta na qual não há coerção nem ditadura de cima. Tudo é administrado apenas por amigos. Portanto, não é possível que aconteça o mesmo que aconteceu na Rússia.

Os Cabalistas, que entendem os processos que ocorrem na sociedade e são confiáveis ​​aos olhos da sociedade, estarão à frente disso.

A sociedade do futuro se empenhará em estabelecer o mesmo padrão de vida para todos. Não há medo de que um trabalhe duro e o outro seja preguiçoso. Todos trabalharão o máximo que puderem para a sociedade e encontrarão o papel certo para si.

Em tal sociedade, não haverá necessidade de forçar as pessoas a trabalhar porque a pessoa verá que, ao investir na sociedade, ela está investindo no mundo superior futuro, na correção de sua alma. Portanto, ela não precisará de incentivo ou punição – ela aceitará qualquer oportunidade de beneficiar a sociedade, sentindo que isso a beneficia pessoalmente. Para ela, não haverá diferença entre ela e a sociedade.

O objetivo da sociedade corrigida é o “ama o seu próximo como a si mesmo”.

Não haverá dinheiro no mundo futuro, então como podemos medir quanto esforço uma pessoa investiu na sociedade? Como podemos verificar isso? Chegaremos a um estado em que todos nos sentiremos dentro de um sistema comum que nos conecta e, dentro dele, veremos quanto cada um de nós investiu. Consequentemente, nós ajudaremos todos a se envolverem ainda mais com a sociedade para crescer com ela.

Gradualmente, o sistema de conexões entre nós, chamado Shechiná, será revelado a todos nós e precisaremos elevá-lo aos céus.

Tal sociedade será construída inteiramente na doação, e a recepção nela existirá apenas para ser capaz de viver e doar. A pessoa perceberá uma oportunidade de doar como recompensa.

Da 3ª parte da Lição Diária de Cabalá 26/11/20, “Conectando o Mundo na Última Geração”

Comente