Oito Princípios De Pais De Sucesso

632.1Pergunta: O professor Ronald Ferguson da Harvard Kennedy School é coautor de um livro sobre como criar filhos bem-sucedidos, The Formula: Unlocking the Secrets to Raising Highly Success Children (Desvendando Os Segredos Para Criar Filhos Muito Bem-Sucedidos, em tradução livre). Ele e a jornalista coautora Tatsha Robertson fornecem “Os 8 Papéis de Bons Pais”.

A primeira função é “o primeiro parceiro de aprendizagem”. O pai se empenha em tentar despertar o interesse da criança na aprendizagem e tornar o aprendizado e a resolução de problemas divertidos, mesmo antes de ela começar a escola.

O que significa ser um parceiro de aprendizagem para uma criança?

Resposta: Quando um pai fala, ele ou ela apresenta e explica à criança com antecedência essas sensações, esses relacionamentos.

Pergunta: Ele incentiva ao mesmo tempo a criança a ser a primeira da classe?

Resposta: Não. Não se trata de competição, mas sim da atitude correta.

Pergunta: Que tipo de atitude deve ser?

Resposta: Infundir o apelo do conhecimento em uma criança.

Comentário: A segunda função é chamada de “engenheiro de voo”. Este é um pai que controla o ambiente de uma criança e intervém quando algo dá errado.

Minha Resposta: Isso é natural. O ambiente determina uma pessoa e seu desenvolvimento.

Pergunta: Um pai pode intervir e mover um filho para um ambiente diferente se algo estiver errado?

Resposta: Definitivamente!

Pergunta: Isso não é coerção?

Resposta: Não. Este é um ajuste que deve ser feito de cima.

Pergunta: E se uma criança gosta de lá?

Resposta: Não importa o que ela gosta.

Pergunta: Até certo ponto? Quase à força? Você apenas a muda para outra escola?

Resposta: Sim.

Pergunta: Para que tipo de ambiente devo mover a criança?

Resposta: Para um que ajude a criança a desenvolver e não limite ou crie quaisquer falsos ideais diante dela.

Pergunta: Qual deve ser o ideal do ambiente correto?

Resposta: Gratuito, amplamente desenvolvido, amigável, não restringido de forma alguma.

Pergunta: É assim que um ambiente deve ser? Isso inclui professores, turmas e amigos?

Resposta: Claro, tudo.

Comentário: O terceiro papel é o de “consertador”. Um pai garante que seu filho tenha tudo o que é necessário para ter sucesso, que nenhuma oportunidade de melhorar a vida do filho será perdida.

Minha resposta: Para fazer isso, você precisa primeiro educar o pai.

Pergunta: Quais são as principais oportunidades para melhorar a vida de uma criança?

Resposta: Sociedade, ambiente. Nada mais.

Comentário: O quarto papel é o de “revelador”. Um pai-revelador expande a visão de mundo da criança, mostrando-lhes o mundo e as oportunidades disponíveis para ela e a leva a museus, bibliotecas e exposições.

Minha Resposta: Isso mesmo. Eu fui criado dessa maneira. Meu pai me levava ao cinema o tempo todo. Ele era um grande fã de cinema. Tínhamos um cinema onde só havia filmes sobre artistas, músicos e ótimas pessoas. Íamos a todos esses filmes uma vez por semana.

Pergunta: Isso expandiu sua visão do mundo?

Resposta: Claro! Desde então, não vi esses filmes sobre grandes artistas, músicos e pessoas da arte.

Comentário: O quinto papel é “o filósofo”. Os pais ajudam seus filhos a encontrar um propósito fazendo perguntas profundas sobre a vida e respondendo-as. Você acha certo um pai ser tal filósofo?

Minha Resposta: É necessário despertar na criança tais questões que a intrigam e que ela tenta responder de alguma forma.

Pergunta: Que perguntas você despertaria em uma criança?

Resposta: Depende da idade e do caráter da criança. Não é fácil.

Claro, perguntas sobre a base do universo, sobre a vida, sobre a natureza que nos cerca.

Pergunta: Podemos fazer a uma criança perguntas como “Para que nasci? Qual o sentido da vida?” Ou é muito cedo para ela e não devemos fazer isso?

Resposta: Não sei. Isso deve ser feito com muito cuidado. Eu não quero aconselhar.

Em princípio, as crianças têm essas perguntas na infância. Depois elas esquecem. “Para que eu vivo, de onde venho, para que existo, o que sou?” E assim por diante. Este ainda é um desenvolvimento pré-hormonal. Então os hormônios começam a fazer efeito, e tudo termina assim.

Comentário: O sexto papel é o de “modelo”. Esses pais definem valores importantes para si próprios e os inserem nos filhos.

Minha Resposta: Não tenho certeza sobre isso. Os valores dos meus pais eram fazer de mim um músico. É claro que foi terrível. Eu não gostei disso e não pude apreciar isso. Não gostava de trabalhar mecanicamente em mim mesmo, de tocar escalas cinco ou seis horas por dia e mais coisas assim. Essa secura me matou. Eu não aguentava e fazia tudo o que podia para fugir.

Pergunta: Em geral, é correto que os pais definam valores importantes para si mesmos e os insiram em seus filhos?

Resposta: É assim que acontece! Não há nada que você possa fazer.

Pergunta: Isso significa que o principal é educar os pais para que os valores corretos sejam incutidos neles? Então os filhos os seguirão.

Resposta: Sim, isso mesmo!

Pergunta: O oitavo papel é “a voz de navegação GPS”. A voz de tais pais continua a soar na cabeça da criança mesmo depois de ela ter saído de casa. O que você acha disso?

Resposta: Isso mesmo. Isso permanece, e é muito importante. No entanto, é apenas um navegador. Portanto, é necessário verificar os valores que os pais têm e que desejam incutir no filho.

Pergunta: Em outras palavras, precisamos checar este “navegador”?

Resposta: Sim. Esse é um problema hoje.

Pergunta: Esses valores são basicamente todos egoístas em geral?

Resposta: Claro. Precisamos educar os pais. Pegue todos esses valores e instale-os nos pais, e deixe-os se educarem com isso.

De KabTV, “Notícias com Michael Laitman”, 14/09/20

Comente