Um Motor De 10 Cilindros

528.01A revelação do Criador vem do estado mais baixo, do pó, como é dito: “Do pó você é e ao pó você retornará”. Estamos caindo em um estado de pó o tempo todo, perdendo todo o interesse nos desejos e gostos espirituais. E deste pó, devemos nos levantar: “Eles Ajudaram a Cada Um, Seu Amigo”.

Um homem sozinho não pode se levantar da descida, mas somente se os outros derem o exemplo e o despertarem. Então será uma ascensão correta e não por egoísmo. Um amigo me ajuda a subir e eu ajudo um amigo, ou seja, trabalho em grupo e as forças de conexão funcionam aqui. Só então será uma ação espiritual.

Se uma pessoa caiu no estado de pó, ela própria não tem forças. A única esperança é a dezena. Nunca serei capaz de encontrar forças em mim para me mover. O ego está tentando me enganar: “Tente e você terá sucesso!” Mas isso só funciona em nosso mundo e não no mundo espiritual. Só posso subir lá com a força do grupo: “Eles Ajudaram a Cada Um, Seu Amigo”. Caso contrário, não será uma ascensão, mas uma autoilusão.

Eu estou embaixo, meus amigos estão no topo, então nós nos erguemos como alpinistas amarrados por uma corda.

Eu me anulo perante a dezena, tento me sentir menos do que todo mundo, e com isso me fortaleço. Então, com esses poderes recebidos dos meus amigos, eu faço a ação inversa e os ajudo.

Ao me anular diante do grupo, eu recebo dele um poder superior que atua sobre mim e me desperta. Eu era inferior a todos, mas agora com o poder recebido do grupo, influencio todos os outros, ou seja, me torno como o Criador para eles. Primeiro eu recebi de meus amigos como Malchut, e agora eu dou a eles como Keter. Portanto, estou trabalhando como um motor a pistão: Malchut – Keter, Keter – Malchut.

Todos devem ser os menores e os maiores na dezena. Se cada um na dezena funcionar assim, teremos um motor com dez cilindros – imagine, que potência! Todos os pistões juntos aumentam nosso volume total até que a medida transborde e o Criador seja revelado dentro.

No primeiro golpe do pistão, eu mergulho na dezena e tiro dela os desejos de meus amigos, e no segundo golpe, eu elevo esses desejos ao Criador. Essa subida se chama MAN porque eu peço por todos e recebo força de cima. E com este poder, eu desço e passo adiante para meus amigos, eu recebo um novo desejo deles novamente e o elevo como uma oração, MAN.

Então eu subo e desço o tempo todo: MAN – MAD. E o mesmo acontece com todos no grupo, todos os nossos dez cilindros. Eu me conecto com o desejo deles e quero elevar meus amigos e trazê-los para mais perto do Criador. E do Criador, eu recebo um presente de força, satisfação e revelação, e o passo para meus amigos. Eu trabalho como um canal de transmissão em ambas as direções, pois quero elevar todo o grupo ao Criador.

Da 2ª parte da Lição Diária de Cabalá 17/11/20, “Trabalho com Fé Acima da Razão”

Comente