Quem Vai Sobreviver?

566.02Toda a natureza é construída na aspiração de tipos de conexão mais complexos. Nossa tarefa é aprender com ela a nos conectarmos para construir nossas vidas de forma análoga ao que vemos na natureza.

Pergunta: Como esta lei da cooperação se manifesta na sociedade? Também vemos que outras leis bem estritas estão operando na natureza. Não podemos tomá-las do jeito que são e aplicá-las à sociedade.

Resposta: Mesmo essas leis rígidas agem em nome da conexão compacta de todas as qualidades da natureza em um único todo. E se em algum lugar vemos destruição mútua, confronto, então devemos entender que isso ainda está funcionando na mesma direção a fim de trazer a natureza para um único sistema.

Observação: Se, por exemplo, aceitarmos a lei simples da sobrevivência do mais forte, não queremos viver em uma sociedade segundo a lei da selva.

Meu Comentário: Depende de como interpretamos o conceito de “o mais forte”. Vemos que a pessoa fisicamente mais forte não sobrevive. A pessoa prática sobrevive porque sabe como usar o ambiente de forma racional e direcioná-lo para a realização de um objetivo superior da natureza.

E quando uma força grosseira que mantém tudo sob si mesma está em ação, nada funciona. Tudo está atuando em um sistema muito inteligente e multifacetado. Você não pode dizer que agora algum tipo de onda vai chegar e arrumar tudo ou destruir tudo. Aconteça o que acontecer, ainda cria algumas oportunidades para novas conexões. A natureza aspira desde as espécies mais simples às mais complexas.

Pergunta: Podemos pegar a lei da homeostase, que podemos sentir claramente em nosso corpo, e transferi-la para a sociedade? Como essa lei se manifesta na sociedade, ou é impossível vê-la?

Resposta: Tudo isso é relativo. Embora nossa sociedade esteja longe de ser perfeita, ela precisa de todos os tipos de pessoas: fortes e fracas, inteligentes e estúpidas. Em geral, a humanidade deve ser muito diversa para ser capaz de se conectar corretamente a partir dessa diversidade e criar uma forma integral e completa.

A natureza luta pela diversidade, não para tornar uma pessoa forte e dar-lhe poder sobre o mundo inteiro. Vemos que não é o mais forte que sobrevive, mas também não é o mais sábio. Todas as combinações possíveis de forças direita e esquerda são necessárias. Aquele que consegue acumular dentro de si várias qualidades de maneira ideal e usá-las racionalmente sobrevive.

De KabTV, “Habilidades de Comunicação”, 21/08/20

Comente