“O Que O Alzheimer Não Pode Apagar” (Linkedin)

Meu novo artigo no Linkedin: “O Que O Alzheimer Não Pode Apagar

Uma mulher velha, caída e murcha, senta-se quase sem vida em uma cadeira de rodas, enquanto os acordes do Lago dos Cisnes de Tchaikovsky começam a tocar no fundo, ela de repente se endireita, desperta do esquecimento e suas mãos dançam em perfeito uníssono com a música enquanto ela se lembra da coreografia como se estivesse em um palco enorme diante de milhares de olhos brilhantes.

E de onde absorvemos o espírito? Da conexão entre seres humanos. Na tendência de se conectar com os outros, um canal se abre dentro de nós para absorver forças dele, para receber o “ar” espiritual.

Esta mulher é Marta Gonzalez, e ela dançou nos grandes palcos do mundo quando era a primeira bailarina de uma companhia de balé de Nova York que ela fundou nos anos 1960. Mas há muitos anos ela sofre do mal de Alzheimer. Em um vídeo postado recentemente na internet ela foi vista com sons suaves hipnotizando-a em um momento de magia e despertando sua memória e movimentos corporais.

A música aqui é marginal, é apenas um meio. É o espírito, a energia da vida, a admiração interior que brilhou e irradiou nele. No caso de Marta, a essência da vida foi dobrada e desligada em uma memória tênue, e uma melodia a iluminou mais uma vez.

O espírito é a força que se encontra entre o mundo físico e o espiritual, e é ela que eleva o homem de um estado a outro, eleva de um nível a outro. Em nossa época, o espírito humano é de extrema importância, especialmente porque a humanidade está enfrentando tempos difíceis de epidemias, doenças e fome. Os problemas terrestres são temporários, mas o espírito é eterno, espalha-se por todo o universo, independente das limitações de tempo, espaço e movimento. É uma força espiritual que eleva o homem.

De onde absorvemos o espírito? Da conexão entre seres humanos. Na tendência de se conectar com os outros, um canal se abre dentro de nós para absorver forças dele, para receber o “ar” espiritual.

Como Marta, mesmo sem saber disso, pelo fato de agir para encorajar os outros, para levantar o ânimo por meio de suas performances, ela própria recebeu um grande despertar espiritual que emanava de dentro e evocava emoção nos que a cercavam. Por meio de nossa unidade, também podemos gerar aquele efeito ondulante e eterno no grande palco chamado vida.

Comente