Igualdade Condicional

629.1Pergunta: A igualdade é um dos princípios básicos da comunicação?

Resposta: Em geral, sim. Mas essa é uma igualdade condicional porque não existe uma pessoa igual à outra. Caso contrário, teríamos nos tornado um.

O princípio da comunicação correta é que todos podem se expressar da forma mais completa possível em uma ação coletiva.

Pergunta: Ao longo da história, o significado de igualdade social mudou constantemente. Na antiguidade, a igualdade era observada dentro das propriedades, embora não houvesse igualdade entre as propriedades.

Na filosofia cristã medieval, acreditava-se que todos são iguais perante Deus, embora todos entendessem o que Deus é à sua maneira.

No Iluminismo, o conceito de igualdade social baseava-se nas qualidades pessoais, no individualismo: todos deveriam ter direitos iguais e igualdade perante a lei. Mas eles não levaram em conta que todas as pessoas são diferentes por natureza, então ainda acabou sendo desigualdade.

Os ensinamentos socialistas levaram as pessoas à equalização.

Como resultado do desejo constante de igualdade, a sociedade chegou ao triunfo do liberalismo e da permissividade. Como você vê o próximo estágio de desenvolvimento?

Resposta: Igualdade significa que todos devem se esforçar para tornar a sociedade integral com o melhor de suas habilidades. Nessa integralidade, nos tornaremos condicionalmente iguais.

Todos receberão e darão tanto quanto podem, precisam e devem. Não podemos pesar cada pessoa e dizer quanto ela deve e quanto não deve. É a relação correta entre as pessoas que deve conduzi-las não à igualdade estatística, mas condicional.

Pergunta: Se todos tivessem tudo o que desejam e estivessem satisfeitos com suas necessidades, seria possível dizer que somos iguais nisso?

Resposta: Não. Mesmo que você imagine um futuro tão fantástico, ele não dará nada.

Não basta que nossa natureza apenas receba. Devemos também dar porque somos elementos sociais que existem às custas uns dos outros. Então aqui você precisa inserir outro parâmetro: quanto eu recebo e quanto eu dou. Um não pode existir sem o outro.

De KabTV, “Habilidades de Comunicação”, 11/09/20

Comente