Ciúmes: De Destrutivo Para Positivo

627.2Observação: O ciúme é o desejo de controlar completamente o tempo e todas as forças mentais e físicas de outra pessoa. É uma das emoções mais poderosas, destrutivas e dolorosas.

Existem vários tipos de ciúme: infantil, profissional, nacional, desportivo, criativo. Os médicos provaram que, ao medir o estresse masculino, a infidelidade física de sua esposa e seu ciúme são classificados como o golpe mais avassalador. Em força, é comparável ao trauma de perder um ente querido.

Meu Comentário: A Cabalá diz que o ciúme é necessário para o nosso desenvolvimento e explica como gerenciá-lo.

O melhor é imaginarmos todas as outras pessoas não apenas como iguais a nós, mas que também têm direito a opiniões e ações opostas às nossas. Digamos que você e eu não concordemos um com o outro. Nossa discordância, contraste e oposição é que nos permite construir um tipo especial de relacionamento uns com os outros.

Não estamos tentando destruir um ao outro, mas criar um certo espaço onde não haja você nem eu e talvez algo no meio. E esse algo intermediário será o próximo nível espiritual de nosso desenvolvimento.

Pergunta: Então, até que um de nós atinja esse terceiro estado, o ciúme será naturalmente uma força destrutiva?

Resposta: Sim. Então isso se tornará positivo.

Observação: Isso pode ser comparado a uma sopa na qual adicionamos diferentes ingredientes. Mas quando são cozinhados juntos, por um lado, há um sabor geral especial e, por outro lado, a individualidade de cada ingrediente não se perde. É o mesmo conosco?

Resposta: Sim. Ao contrário, a individualidade cresce. Não vou desistir, só estou dizendo que a outra pessoa também pode ter uma opinião. Eu construo um relacionamento com ela no meio.

Não há truques aqui. Esse é um processo cognitivo em que uma pessoa, explorando a si mesma e a natureza, constrói uma linha média.

De KabTV, “Habilidades de Comunicação”, 07/08/20

Comente