Aprenda A Se Amar

600.04Pergunta: Não é segredo que as pessoas estão cansadas. Quase todos os dias há uma nova descoberta: o vírus vive até 28 dias em smartphones, cartões de crédito, vistos e dinheiro; as pessoas podem ser reinfectadas pelo coronavírus e que a reinfecção é muito mais forte do que a original.

O vírus foi descoberto na água. Animais também podem ser infectados. Você pode se infectar mesmo sem ter contato com o doente. Outro vírus está surgindo, que é mais “maligno”.

Listei apenas 1% do que é divulgado pela mídia, por qualquer pessoa. Nessa situação, para onde o homem pode ir? Para onde ele está sendo levado? É assim que se deve viver – dentro de um metro quadrado e sem se mover?

Resposta: Não há nada que se possa fazer.

Observação: Neste caso, a reação de uma pessoa comum é oposta. Ela diz: “Sendo assim, estou saindo de casa. Bem, não posso continuar vivendo?” E ela sai. Nós mesmos a conduzimos a esta decisão.

Meu Comentário: Não. Acho que isso ainda está errado. Devemos compreender que uma pessoa não deve agir de acordo com seus nervos ou crenças. Ele deva agir da maneira que deve agir.

Pergunta: O que você quer dizer com “deve”? O que é isso?

Resposta: Devemos, porque esse vírus veio para nos educar. Educar! E nós meio que o ignoramos e dizemos: “Faremos isso de qualquer maneira!” Como uma criança batendo o pé.

Comentário: Mas o homem não pensa em educação. Ele pensa: “Tenho que limpar meu cartão de crédito o tempo todo, tenho que limpar o espaço ao meu redor o tempo todo, e não deixar ninguém chegar perto de mim. Ele não acha que o vírus veio para nos educar.

Meu Comentário: E nós temos que explicar isso a ele. Esse é o nosso problema. É o nosso problema – o problema daqueles de nós que entendem de onde o vírus veio e por quê.

Curiosamente, ele veio para nos aproximar. Mas para nos aproximar internamente, não externamente. Para que não limpemos o espaço um após o outro, mas “nos limpemos” para não infectarmos uns aos outros, para que nos preocupemos: “Eu infectarei o outro” – e não que serei infectado pelo outro. Quando pensamos nos outros em vez de nós mesmos, tudo irá embora e o vírus irá desaparecer, derreter como fumaça.

Pergunta: Todo o problema é que estou preso em mim mesmo, no fato do que devo fazer, para onde devo ir?

Resposta: Não, eu devo fazer as duas coisas. Mas tenho que fazer isso não para me proteger dos outros, mas como se eu fosse a única pessoa doente no mundo, e quero proteger os outros de mim mesmo.

Pergunta: Então, não “o que acontecerá comigo”, mas “o que acontecerá com os outros?”

Resposta: “O que acontecerá com todos nós”. O vírus nos traz, finalmente, o reconhecimento de nossa conexão mútua, que é ruim, egoísta e prejudicial. Este vírus e os outros vírus que estão por vir nos levarão a um estado em que pensaremos nos outros e não em nós mesmos, porque essa é a única maneira de manter todos seguros.

Nós entramos em um estado em que não temos outra escolha. No final, devemos entender que o mundo deve chegar ao seu estado corrigido, e devemos seguir não o caminho do nosso egoísmo, mas, apesar dele, o caminho para a nossa conexão.

Pergunta: Com base em suas palavras, a ciência médica não será capaz de criar uma vacina, ou será, mas virá outro vírus?

Resposta: Sim, claro.

Pergunta: É melhor não trabalhar nessa direção?

Resposta: Não. Nós entramos no século XXI. Esta é uma nova era, este é um novo estado da humanidade. São vírus novos, espirituais ou, poderíamos dizer, psicológicos, vírus que nos indicam que nossa conexão é um fator crucial. Se for bom, é bom para todos nós. Se for ruim, será ruim para todos nós.

Pergunta: Quais devem ser os pensamentos de cura de uma pessoa?

Resposta: É quando penso nos outros: como não infectá-los, como ter certeza de que estão vivos e bem. É simples. É isso aí. Não penso em mim, mas nos outros. E é assim que eu me salvo e me descontamino. Não afasto os outros de mim para não contagiar, afasto-os de mim para não os infectar.

Comentário: Mas eu não estou doente …

Meu Comentário: Estamos todos doentes. Todos nós temos vírus dentro de nós. Vírus egoístas e selvagens, quando pensamos apenas em nós mesmos e não nos outros. A natureza agora, no século XXI, estará nos mudando. E isso é muito, muito desagradável, incompreensível e um tanto inesperado.

Pergunta: Existe essa consciência de que sou um vírus maligno?

Resposta: Sim. É o único em todo o mundo procurando alguém para machucar – e sou eu.

Pergunta: Eu sou o vírus que pode infectar outras pessoas e não quero fazer isso. Eu preciso estar isolado das pessoas. Devo ser impedido de me aproximar delas e assim por diante?

Resposta: Sim. Todos os meus pensamentos, meus planos, minhas várias ideias, são todos egoístas. Eu tenho que fazer algo sobre eles. Como faço para bloqueá-los dentro de mim? Como escondê-los dentro de mim? Isso é chamado de restrição.

Pergunta: Na prática, eu pergunto: “Restrinja-me, separe-me das pessoas porque eu as mato, as infecto”?

Resposta: Sim. Se eu não fizer isso, então um vírus externo aparece e me restringe com esses efeitos colaterais. Mas, na verdade, o vírus não é o da Covid-19 ou outro vírus contra o qual lutamos hoje. Não, o vírus são precisamente nossos pensamentos egoístas sobre os outros.

Pergunta: Uma pessoa aceitará isso?

Resposta: Ela não terá escolha. A natureza gradualmente nos forçará. Ela nos criou dessa maneira e está nos levando a mudar, de modo que pedimos à própria natureza que mude o que ela criou em nós. Vai ser lindo. Em geral, eu espero uma transformação interessante da humanidade nos próximos anos.

Pergunta: Então, você está esperando este pedido: “Mude-nos”?

Resposta: Sim. E precisamos escrever livros, fazer filmes, tudo o que pudermos sobre esse assunto sobre como isso pode acontecer, como a natureza vai nos mudar.

Pergunta: A natureza nos forçará e nós mudaremos de qualquer maneira, então é melhor não resistir?

Resposta: Claro. A quem você vai resistir? Como você pode? Você mesmo é a natureza. A natureza faz dentro de você tudo o que precisa ser feito.

Pergunta: Por que a natureza então inscreveu em nós: “o rei da natureza” com “poder sobre a natureza”?

Resposta: Para que você, no grau de humano que existe dentro de você, perceba que pode mudar sua natureza animalesca. É isso aí.

Pergunta: É isso que chamamos de “o rei da natureza”? O fato de que posso pedir para mudar minha natureza?

Resposta: Sim, para se elevar acima de sua natureza egoísta animalesca e escalar até o pico de uma natureza altruísta. Devemos ajudar uns aos outros nisso, fazer tudo o que pudermos. Do contrário, ainda chegaremos a isso, mas, é claro, com grande sofrimento, perda, por um longo período de tempo e dolorosamente. Eu espero que as pessoas ouçam. E devemos falar sobre isso o tempo todo.

De KabTV, “Notícias com o Dr. Michael Laitman”, 15/10/20

Comente