A América Ficou Sem Um Presidente

448.3A Cabala nos ensina a trabalhar em três linhas, o que é muito importante, especialmente em nossa época. Vemos que hoje no mundo o confronto, a luta, a contradição entre direita e esquerda cresce por toda parte, dividindo países e povos em dois, e colocando dois campos um contra o outro.

Sentimos essa polarização até dentro das famílias. Em todos os países desenvolvidos e mesmo em desenvolvimento, há uma distância enorme entre a esquerda e a direita, uma divisão na sociedade, em todos os países.

À medida que nos desenvolvemos, o egoísmo cresce mais e mais e, portanto, não vemos que essa contradição entre a direita e a esquerda esteja sendo suavizada. Pelo contrário, elas estão cada vez mais distantes uma da outra e colidindo e discutindo mais. Isso é especialmente evidente na América, onde a sociedade está dividida em dois campos, a esquerda e a direita, que não conseguem encontrar nenhum ponto comum. Essa divisão é sentida até mesmo nas famílias.

Anteriormente, não existia tal contradição entre as opiniões sobre todos os assuntos, em relação à natureza, ecologia, armas, família, sexo, comida e absolutamente tudo. Em vez de buscar pontos de convergência e entender como chegar a um acordo, vemos que as duas linhas, a direita e a esquerda, divergem cada vez mais, tornam-se mais polares e diferem conforme o Leste do Oeste ou o Norte do Sul.

A distância entre elas está crescendo cada vez mais, e não há nada que as conecte. Quanto mais o mundo se desenvolve, mais profunda se torna essa divisão, e o ódio, a rejeição, a incompreensão e a falta de vontade de entender um ao outro aumentam.

Tudo isso é despertado na sociedade humana pelo Criador. A América está se dividindo em dois campos hostis, como se não houvesse outras abordagens e partidos além da direita e da esquerda. E nada pode ser feito sobre isso porque essa é natureza.

A natureza não vai ajudar as pessoas a se conectarem; pelo contrário, vai dividi-las em dois campos iguais, como vemos agora nos Estados Unidos. Como é possível uma sociedade se dividir exatamente no meio, com milhões de pessoas de um lado e milhões do outro umas contra as outras, de tal forma que algumas unidades de preponderância decidam quem será o presidente da América?

Em tal situação, não há presidente, porque ele deve ficar no meio entre essas duas linhas. Duas linhas são reveladas em qualquer sociedade moderna para que possamos estabelecer a linha média, ou seja, o Criador, que deve se revelar e estabelecer uma conexão entre nós. Caso contrário, não seremos capazes de existir e estaremos em guerra uns com os outros sem qualquer compromisso e possibilidade de chegar a um acordo.

Não há linha média; ela só pode vir de cima. É assim que o mundo funciona, é assim que a natureza funciona. Portanto, os grupos Cabalísticos que trabalham para se aproximar da força superior, para o propósito da criação, que são chamados de Israel, voltados “diretamente ao Criador” (Yashar Kel), estarão no centro do mundo inteiro, no centro de atenção de todos, e terão que fornecer uma conexão entre as linhas esquerda e direita.

O mundo inteiro será dividido em direita e esquerda. E entre eles existem alguns milhares que são chamados de “Israel”, que serão responsáveis ​​pelo fato de que bilhões de pessoas de um lado e bilhões do outro lado não poderem se conectar entre si. Portanto, devemos aprender a linha do meio, que é determinada pela força superior, como está escrito: “Aquele que cria a paz em Suas alturas celestiais, possa Ele em Sua misericórdia criar a paz para nós” e nos ajude a nos desenvolver corretamente.

O estado revelado nas eleições americanas nos mostra como será o futuro do mundo. A sociedade americana está mais desenvolvida e, portanto, essa contradição já é evidente aí. O resto do mundo ainda está atrasado, graças às tradições religiosas e culturais. Na América, entretanto, todas as nações estão misturadas e, portanto, é tão óbvio que as duas partes da sociedade americana estejam completamente separadas uma da outra e não exista ninguém para conectá-las.

Como pode alguém que é cem por cento aceito por um lado e cem por cento não aceitável pelo outro lado, por metade dos cidadãos do país, ser o presidente? Como nessa situação pode haver um presidente que fica no meio e controla todos? Isso é absolutamente impossível.

Existe apenas uma possibilidade: revelar a força superior que conectará os dois campos. A revelação da força superior e da conexão global é nosso trabalho como Cabalistas. Isso logo ficará claro e devemos estar prontos para isso. O mundo vai querer isso; ele virá e pedirá por isso.

O mundo se dividirá cada vez mais em duas partes, e precisaremos atrair a linha média de cima para que comece a dominar os dois polos, conduzindo-os ao acordo. O presidente não pode ser nem da esquerda nem da direita, mas apenas estando no meio e levando à conexão, à linha do meio que a sabedoria da Cabalá revela.

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá 06/11/20, Escritos do Rabash, “Três Linhas”

Comente