Transição De Mundo Para Mundo

537Estamos todos em um estado de exílio, que é um exílio da percepção e do conhecimento do Criador, o mundo espiritual superior. Existem apenas dois estados: exílio e redenção.

Estando em um estado onde o Criador está oculto, nós nos encontramos na realidade como ela nos parece agora, isto é, temporária e mudando sob a influência das leis da natureza.

Mas existe uma realidade espiritual à qual podemos ascender. Existem outros tempos e definições ativas aí, e nos encontramos acima do tempo, do espaço e do movimento.

Como podemos passar deste mundo, da realidade material percebida pelos sentidos físicos, para a realidade espiritual? Para fazer isso, você precisa desenvolver órgãos sensoriais espirituais que percebam o mundo espiritual.

Mesmo enquanto estamos no corpo animal, enquanto ainda vivemos neste mundo, podemos experimentar a realidade espiritual junto com a realidade material. No final, a realidade material se dissipará e todos nós entraremos no mundo espiritual.

Como podemos alcançar a libertação de nosso egoísmo, que agora nos mantém apenas no sentimento deste mundo? De acordo com o programa do Criador, o egoísmo nos dá vários problemas e dificuldades para nos forçar a subir e deixar este mundo. Afinal, se sempre nos sentíssemos bem com isso, permaneceríamos nesses pequenos desejos egoístas para sempre.

O Criador quer que nos desenvolvamos e, por isso, desperta em nós sofrimentos com vários problemas, obrigando-nos a pensar em mudar nosso estado. Ele também nos aponta na direção da mudança, despertando relações egoístas entre nós que nos levam a compreender a necessidade de nos elevarmos a uma percepção diferente do mundo, a uma realidade acima da nossa razão.

A transição de um mundo para outro depende se a pessoa percebe a realidade pessoalmente, individualmente, sentindo o mundo como o vemos hoje. Por meio da percepção pessoal, é impossível sentir o mundo de forma diferente. Ou a pessoa começa a se conectar com outras pessoas e percebe a realidade a partir dessa conexão.

Ela começa a pensar não em si mesma, mas no que é bom para o grupo, para a dezena, ou mesmo para toda a humanidade. Ela se identifica com os outros, fora de si, e percebe a realidade por meio deles. Esta já será uma percepção espiritual da realidade porque ela se eleva acima do seu egoísmo, do desejo de receber, que se chama corpo, para outra percepção no desejo global entre ela e os outros, que se chama alma.

É assim que ela obtém uma nova percepção da realidade. Portanto, a transição da percepção física da realidade para a espiritual é uma ascensão do sentimento dentro de uma pessoa pessoalmente para a sensação global do grupo, da sensação do eu para o NÓS. Quanto maior este NÓS, mais forte é o senso de realidade espiritual, eterna, perfeita e independente da percepção pessoal de um indivíduo.

Esta será uma percepção nova e verdadeira da única realidade existente. Agora vivemos em uma realidade imaginária e todo o nosso mundo é uma ilusão que surge em nossos órgãos dos sentidos materiais devido aos desejos egoístas que puxam tudo para si. Essa realidade existe apenas em nossa imaginação.

Quando ascendemos do mundo material para o espiritual, sentimos como se estivéssemos acordando de um sonho. Agora estamos em um sonho e devemos acordar.

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá 19/10/20, “Bereshit

Comente