“Sobre Os Méritos Da Hipocrisia” (Linkedin)

Meu novo artigo no Linkedin: “Sobre Os Méritos Da Hipocrisia

Se você fizer uma lista das “armas” atuais contra a Covid-19, ficará bastante desanimado. Tudo o que temos são as máscaras, o distanciamento social e nossa “arma de destruição em massa”, mais conhecida como fechamento. Mas as pessoas estão cansadas de usar máscaras, ansiando por diminuir a distância entre elas e as pessoas que amam, e não podem ficar em casa indefinidamente, então nenhuma dessas armas realmente funciona. Como resultado, a Covid-19 não está apenas se espalhando, mas está se tornando cada vez mais agressiva e difícil de curar.

Podemos mudar a maneira como nos sentimos mudando a maneira como nos comportamos. Basta uma determinação mútua e o entendimento de que não temos escolha, já que a Covid-19 é mais inteligente e mais forte do que qualquer um de nós se estivermos sozinhos, mas não pode nos vencer se agirmos como um.

Há rumores sobre vacinas, mas nada foi aprovado e ninguém sabe se e quando isso acontecerá. Lá se vai a medicina convencional combatendo um vírus não convencional.

Em vez de lutarmos inutilmente contra o vírus com instrumentos ineficientes, devemos lembrar o que Einstein disse: “Os problemas significativos que temos não podem ser resolvidos no mesmo nível de pensamento com que os criamos”.

Ele tem razão. Nós criamos esse problema, e, na verdade todos os nossos problemas, com nosso pensamento egoísta e egocêntrico. É por isso que somente se adotarmos um pensamento inclusivo, que considere a todos e não apenas a nós mesmos, estaremos livres do vírus e do resto dos problemas que assolam o mundo.

Na verdade, podemos olhar para o vírus como um professor que nos força a mudar nosso pensamento, nossa relação uns com os outros. Contra nossa vontade, a Covid está nos ensinando como construir uma sociedade mais justa e integral. Veja o que foi feito até agora: o vírus nos forçou a distribuir dinheiro, a perceber que algumas pessoas nunca terão empregos, mas ainda devemos cuidar delas. Ele nos forçou a começar a pensar nos idosos de nossa comunidade e garantir que eles permaneçam saudáveis ​​e seguros. Ele está nos forçando a aceitar que somos todos responsáveis ​​uns pelos outros porque qualquer um pode espalhar o vírus que pode matar outras pessoas, mesmo que não possamos ser afetados de forma alguma. Em suma, o vírus está nos ensinando a pensarmos nos outros. Portanto, se pensarmos assim, não precisaremos de seu ensinamento e estaremos livres de vírus.

Você pode argumentar que não consegue pensar nos outros porque isso é falso. Isso pode ser verdade, mas quão sincero você é quando sorri para um vendedor em uma loja, quando diz “desculpe” se topou com alguém na rua ou quando diz “tenha um bom dia”? Vemos que concordamos com a insinceridade desde que sirva aos nossos interesses, mas quando temos que fazer algo que não parece gratificante, prontamente chamamos a “sinceridade” em nossa defesa.

Este “padrão duplo” é a verdadeira falta de sinceridade. Uma vez que já somos falsos, vamos fazer bom uso disso. Vamos tirar o melhor proveito da hipocrisia. Vamos ser legais, mesmo quando não vemos os benefícios disso, porque se fizermos isso juntos, mudaremos a atmosfera em nossa sociedade e as pessoas se tornarão genuinamente legais. Vamos fingir que nos importamos, fingir ser gentis e vamos fazer tudo junto. Provavelmente, em algum momento, todos seremos gentis e atenciosos.

Podemos mudar a maneira como nos sentimos mudando a maneira como nos comportamos. Basta uma determinação mútua e o entendimento de que não temos escolha, já que a Covid-19 é mais inteligente e mais forte do que qualquer um de nós se estivermos sozinhos, mas não pode nos vencer se agirmos como um.

Comente