O Sentido Da Vida É O Mesmo Para Toda A Humanidade?

202.0Pergunta: Ao longo da história, as pessoas fizeram perguntas sobre o sentido da vida. Nas religiões abraâmicas, o objetivo da vida é o conhecimento de Deus, obediência e serviço a Ele; no budismo, o fim do sofrimento; no hinduísmo, a conquista da bem-aventurança suprema e, de acordo com Confúcio, a construção de uma sociedade perfeita à semelhança do céu.

É interessante que a ciência não estude a questão do significado da vida. Ele examina apenas as condições para o surgimento da vida na Terra.

O sentido da vida deve ser o mesmo para toda a humanidade ou cada um tem o seu próprio?

Resposta: O fato é que somos como crianças em constante desenvolvimento e, gradualmente, à medida que crescem, suas visões do mundo e da vida mudam. Isso é natural. Portanto, é assim que tratamos uma criança. O que ela entende aos cinco anos é diferente do que ela entende aos 10, 15 e 20 anos. Elas são, de certa forma, pessoas completamente diferentes. Vemos que à medida que uma criança cresce, a consciência de sua existência cresce nela. É o mesmo na humanidade.

Assim, não podemos falar de algo comum a toda a humanidade. Devemos amarrá-lo ao nível em que ela está. Se, por exemplo, pegarmos duas pessoas arbitrariamente e começarmos a compará-las, primeiro você precisa entender por que cada uma delas pensa e acredita assim e não de outra forma, e só depois disso você pode formar uma atitude correta em relação a elas.

Pergunta: Então, o objetivo mais elevado da vida humana é compreender a si mesmo, conhecer a natureza também não é finito? Certamente, existem alguns outros objetivos mais?

Resposta: Em princípio, se compreendermos para que existimos, este já é um limiar transcendente onde começamos a estudar a força que nos criou. Isso é inicialmente maior do que nós. Iremos subir para o próximo nível de consciência e alcançar um novo nível.

E o que acontecerá com aqueles que ascenderem a este nível, não posso dizer. É o mesmo que, por exemplo, uma criança de cinco anos que não entende o raciocínio de uma de dez, e uma de dez que não entende uma de vinte.

De KabTV, “Habilidades de Gestão”, 07/02/20

Comente