Os Alemães Das Leis De Moisés, Parte 7

268.01As Tentativas Fúteis Do Baal Hasulam

Pergunta: Antes do Holocausto, havia uma discórdia especial entre judeus de diferentes países. Os revisionistas não se davam bem com a Agência Judaica, nem os judeus alemães com os judeus da Europa Oriental, nem os ateus com os comunistas, etc.

O Rabino Meir Simcha Cohen de Dvinsk escreveu: “Eles pensam que Berlim é Jerusalém … de lá virão os ventos de tempestade que os arrancarão”.

É sabido que o grande Cabalista, Baal HaSulam, queria tirar os judeus da Polônia. Como ele tentou fazer isso?

Resposta: Como um nativo da Polônia, ele viajou de Israel para lá e falou com judeus poloneses, tentando persuadi-los a deixar o país. Mas quando percebeu que isso era impossível, ele voltou. A Polônia, naquela época, era um país católico e antissemita. Embora o povo polonês entendesse os judeus e fosse coabitado por muitos séculos, isso não importava. Além disso, os próprios judeus poloneses não estavam prontos para ouvir o Baal HaSulam.

Além disso, Baal HaSulam tentou trazer os judeus para fora na década de 1920, mas eles o boicotaram e ele foi forçado a deixar a Polônia.

Pergunta: Então, na década de 1920, ele já sabia que o Holocausto estava se aproximando?

Resposta: Claro. Além dele, houve várias outras autoridades religiosas importantes que pediram para deixar a Europa, mas eles não os ouviram. Normalmente, um judeu iria à sua sinagoga e consultaria seu rabino, que o acalmaria.

De KabTV, “Análise Sistemática do Desenvolvimento do Povo de Israel”, 12/08/19

Comente