“O Outono Está Aqui, E Também A Covid” (Médio)

Medium publicou meu novo artigo: “O Outono Está Aqui E Também A Covid

Agosto acabou, o outono chegou, e a Covid também, mais forte do que nunca. O coronavírus se tornou uma parte inseparável de nossas vidas. Não tanto a doença quanto as mudanças que ela traz consigo. Gradualmente, estamos reconhecendo que ela veio para ficar. Embora tenhamos medo de pegar Covid, o impacto do vírus vai muito além de nossa saúde; afetou todos os aspectos de nossas vidas.

O vírus nos ensinará que somos dependentes uns dos outros e nos fará pensar um no outro. Mas quando aprendermos, descobriremos a alegria e a força da unidade, de ter uma comunidade sólida.

A esfera pública foi transformada. Os cafés parecem diferentes, cinemas, shopping centers, escolas, tudo é diferente, estranho. Muitas pessoas estão trabalhando em casa; muitas não estão trabalhando e, para aquelas que mantiveram seus antigos empregos, os empregos em si parecem diferentes. E por trás dessas mudanças, uma transformação está acontecendo; estamos mudando nossas relações uns com os outros e com toda a realidade. Estamos mudando nossa relação com a vida.

Ainda queremos voltar ao antigo “normal”, fazer planos para um futuro sem Covid, mas a natureza disse o que queria e devemos obedecer. Devemos aceitar que a vida mudou para sempre.

A aproximação da queda nos levará a mudar nossa atitude em relação à vida, à sociedade, a tudo. No entanto, no final, será uma mudança positiva que tornará mais fácil para nós nos entendermos, sentirmos uns aos outros e nos aproximarmos mais em nossos corações, se não ainda em nossos corpos. Gradualmente, ficaremos mais conscientes de que as coisas mudaram radicalmente. Não haverá, ou praticamente não haverá nenhum atendimento físico em escolas ou universidades, muitos pais terão que ficar em casa com seus filhos e as pessoas se tornarão mais “sedentárias” do que nunca.

Se conseguirmos superar a agressividade que assolou a sociedade nos últimos meses, descobriremos que, de fato, estamos todos no mesmo barco. As diferenças entre as pessoas são muito menores do que pensamos porque, no final, todos nós queremos as mesmas coisas simples: comida e abrigo, saúde e um bom ambiente para nossos filhos. O vírus nos ensinará que somos dependentes uns dos outros e nos fará pensar um no outro. Mas quando aprendermos, descobriremos a alegria e a força da unidade, de ter uma comunidade sólida.

Quando desenvolvemos responsabilidade e consideração mútuas, nos comportamos de maneiras que não colocam outras pessoas em risco de contágio. E quando fizermos isso, descobriremos que o vírus foi embora. Sem vacinação e sem medicação, ele simplesmente desaparecerá quando cuidarmos uns dos outros. Quando estivermos livres do vírus, não precisaremos de distanciamento (anti) social, de máscaras que escondem nossos sorrisos ou álcool gel para desinfetar nossas mãos depois de nos abraçarmos. Então, e somente então, perceberemos por que a Covid veio: para nos ensinar como cuidar.

Comente