“Este Mundo Está Indo Na Direção Certa?” (Quora)

Dr. Michael LaitmanMichael Laitman, no Quora: Este Mundo Está Indo Na Direção Certa?

O mundo já passou por fases preliminares suficientes, incluindo regimes inclinados para a extrema esquerda e a extrema direita, e experimentou uma grande quantidade de turbulências, tumultos e erros.

Agora, a questão iminente é: que caminho seguiremos?

Ao longo da história da humanidade, estávamos constantemente tentando descobrir que caminho seguir: para a direita ou para a esquerda.

O que resta hoje?

Chegamos a um impasse em todos os campos do envolvimento humano, pessoalmente, socialmente, educacionalmente, economicamente, ecologicamente e globalmente.

Trabalhamos com todos os sistemas que podíamos conceber e verificamos que não existe um único sistema ou plano remanescente que possa nos conduzir com confiança a um futuro brilhante.

Entramos em um impasse sem nenhuma visão de futuro melhor que nos motive, e também nada que nos impulsione por trás.

Nossa era é, portanto, caracterizada pelo fim de nossas provações e tribulações egoístas. O ego humano graciosamente apoiou cada empreendimento humano e cada descoberta e progresso anterior, fornecendo o combustível suficiente para que ele se desenvolvesse e revelasse como falhou em fornecer satisfação e felicidade duradouras.

Enquanto absortos em nosso ego, podemos receber egoisticamente ou dar egoisticamente. Com uma intenção egoísta por trás de qualquer ato de receber ou dar, a destruição é a conclusão inevitável.

A Alemanha nazista foi um exemplo severo de regime baseado em receber egoisticamente levado ao extremo e, na outra extremidade do espectro, a Rússia comunista também foi um exemplo severo de regime baseado em dar egoisticamente levado ao extremo. Ambos causaram devastação.

Nós esprememos todos os sucos dessas formas egoístas.

Agora precisamos deixar nossos egos em paz, reconhecer que eles não nos levam a nenhum resultado positivo e construir um novo nível acima deles.

Este novo nível deve ser aquele de dar acima de receber e conectar-se positivamente acima do desapego e estranhamento um com o outro.

Para construir este novo nível, precisamos acessar um novo tipo de combustível e motivação, que não surge naturalmente em nossos desejos e pensamentos egoístas.

Esse acesso pode ser concedido por meio de um novo método de educação – um método de conexão – que nos mostra como podemos desenvolver conexões positivas acima de nossas diferenças e divisões egoístas.

Se alguma pessoa, organização ou movimento deseja puxar as pessoas para uma determinada direção, para a esquerda ou para a direita, então está fadado ao fracasso, e temos exemplos de tal fracasso na Alemanha nazista e na Rússia comunista.

Hoje, temos a vantagem adicional de tais experiências – que podemos ver como nossos egos planejam sistemas que, em última instância, separam uma pessoa da outra, e que tais sistemas estão configurados para o fracasso.

Reconhecendo o fracasso em trabalhar de acordo com nossos egos, seríamos sábios em aceitar um novo tipo de educação: aquela que nos orienta sobre como nos conectarmos harmoniosamente acima de nossos egos.

A conexão acima do ego é o único caminho que resta ao mundo.

Esse caminho significa que aceitamos o fato de que a humanidade é um todo único e que todos nós somos partes desse todo, como células e órgãos de um corpo humano. Se uma única célula tira de outras células mais do que o necessário para sobreviver, ela se torna cancerosa e espalha doenças por todo o corpo.

Hoje, experimentamos doenças como uma série de problemas e crises se espalhando por toda a humanidade. E todos eles compartilham a mesma raiz: cada pessoa trancada em seu estreito canto egoísta, agindo em um cabo de guerra com todos os outros.

Portanto, precisamos concluir que o ego humano, que fundamentou todo o nosso desenvolvimento até hoje, atingiu sua data de expiração.

Usar o ego inabalável – sem nenhuma inclinação para reconhecer como ele opera constantemente sobre nós e sem nenhum movimento para se elevar acima dele – nos traz todos os problemas que experimentamos.

Os dias de ir e vir entre a esquerda e a direita chegaram ao seu beco sem saída. Hoje, nossa sobrevivência, no mínimo, e além disso, nossa capacidade de obter motivação, felicidade, sucesso e confiança de uma nova fonte de vitalidade depende de nos elevarmos acima de nossa natureza egoísta, ponto final.

Comente