A Chipização Não É Assustadora Para Nós

628.2Pergunta: Hoje em dia, as paixões sobre a chipização estão em alta: há um medo de que a implantação de chips comece para rastrear onde uma pessoa está, com quem ela se encontra e assim por diante. Mais cedo ou mais tarde, eles começarão a fazer isso. Do que exatamente as pessoas têm medo? Primeiro, isso certamente limita e mata a liberdade de uma pessoa. Você se torna completamente controlado. Em segundo lugar, quem vai se apoderar disso?

Como você se sente sobre esse fenômeno?

Resposta: Vamos pensar assim: O que há para escondermos, afinal?

Comentário: Mas você não negará que uma pessoa tem uma vida pessoal, uma família.

Meu Comentário: Mas o que pode ser privado nesta família? Que cuido da minha esposa, dos meus filhos, dos meus netos? O que há de tão anormal nisso?

Se tenho boas intenções, então, é claro, às vezes elas precisam ser escondidas de alguém, por exemplo, das crianças, a fim de garantir seu correto desenvolvimento gradual. Mas, em geral, por que devo ter medo?

A menos que eu roube, mate, trapaceie, trame o mal contra os outros, sou uma pessoa normal. Que todos saibam tudo sobre mim.

Mas meu relacionamento com o Criador – sim! Ninguém pode entrar nisso, apenas o superior.

E todo o resto, de natureza animal – sem problemas!

Observação: Mas existem segredos de estado.

Meu Comentário: Deixe o Estado cuidar disso, isso é problema dele e não tenho nada com que me preocupar. Sinto-me livre!

Pergunta: Isso significa que não me importo?

Resposta: Não! Esta não é uma atitude despreocupada. Eu só entendo que o homem é um pequeno animal que ainda precisa tentar se comportar corretamente. E, nessa medida, ele não tem nada do que se envergonhar. E na medida em que ele não pode se comportar corretamente, também não há nada do que se envergonhar! Porque é a sua natureza!

Comentário: O segundo ponto é muito importante: eu escondo minhas ações. Falando figurativamente, aqui eu roubo, ali menti para alguém e disse a verdade para outra pessoa. Esta é a minha vida, isto sou eu.

Meu Comentário: Não há nada de especial a esconder. Se todos estiverem tranquilos quanto a estarem abertos aos outros, o mundo ficará mais limpo.

Bem, eu menti um pouco em algum lugar, mas essa é a minha natureza. Prometi algo a alguém, mas não cumpri minha promessa. Pode ser desagradável, posso me sentir desconfortável, mas me perdoe, me faça um favor!

Comentário: Você pode imaginar que tipo de apoio você tira de pessoas que afirmam: “Eu nunca minto, sempre digo a verdade. Sempre vivi honestamente”.

Meu Comentário: Quão honestamente? Por quais critérios?! Se você pegar os livros de história de qualquer país, verá que tudo precisa ser reescrito. Mas como? Por outra mentira.

Cada um tem sua própria visão do mundo – como ele é. Isto é, até nos elevarmos acima do egoísmo, não temos nada com que nos preocupar.

No nível do egoísmo, tudo é mentira. E não há nada do que se envergonhar. A Cabalá diz sobre isso de forma muito simples: “Vá até o Criador que me criou”. Você tem alguma reclamação contra mim? Vá até Ele, Ele me criou, por isso ajo assim.

Então surge a segunda pergunta: Ele o criou assim e disse para você continuar assim, ou você pode mudar a si mesmo? Se você pode mudar a si mesmo, então já deveria ter vergonha das oportunidades que tem para se tornar uma pessoa responsável por si mesma, mas não as usa. Mas mesmo nesse aspecto há algumas exceções, alguma margem de manobra: “Bem, o que posso fazer? É o ambiente e assim por diante”;

Mas, ainda assim, o mais importante é sermos honestos para não mentirmos para nós mesmos! Isso está se tornando gradualmente possível. Uma pessoa se torna mais limpa, mais direta. Isso é chamado de “a verdade”.

E se não, deixe-os colar chips em qualquer lugar. Mas isso não é uma correção.

A questão é que, quer queiramos ou não, a natureza, o Criador, nos pressionará a esse respeito. E de repente nos encontramos com todos os tipos de chips, nem mesmo sabendo onde e como os engolimos. Nós os temos sob nossa pele, como dizem, e aqueles que precisam sabem tudo sobre nós. Aqui está o “irmão mais velho”, não se preocupe, ele sabe tudo.

Pergunta: Ou seja, chegaremos a este estado?

Resposta: Acho que ele já existe de forma prática.

Pergunta: Você sugere que simplesmente mudemos nossa atitude em relação a isso e pronto?

Resposta: Não, não se trata apenas de mudar atitudes. Significa mudar a nós mesmos! Então eu não me importo com o que eles pensam de mim. Deixe-os bisbilhotar.

É importante para mim mudar de tal forma que, sem nenhum chip, eu ficaria nu diante do Criador. Eu preciso sentir isso! E agir de acordo.

Comentário: Mas eu ainda preciso entender que o Criador existe.

Meu Comentário: O Criador é uma força comum da natureza que nos obriga a ser seres humanos! Ou seja, agir não por nós mesmos, mas por todos.

Pergunta: O vírus que se espalhou agora é, por assim dizer, um acelerador que leva exatamente a esse entendimento?

Resposta: Sim. É Ele quem faz a primeira “chipização”.

Pergunta: Quem nos chipa? Nas mãos de quem estou? Ok, o Criador – isso ainda precisa ser resolvido. Mas alguma pessoa má que tem más intenções, que quer governar a mim e ao mundo inteiro – é disso que as pessoas têm medo.

Resposta: Mas o Criador está acima dela também. Então, por que eu deveria considerar algum tipo de órgão governante, protetor e ditador? Por que eu deveria pensar sobre isso? Eu tenho uma conexão com o Criador.

Pergunta: Você sugere que uma pessoa passe pela autoridade deste mundo e se volte imediatamente para aquele que governa o mundo?

Resposta: Claro! Por que ficar neste nível? Afinal, é um pântano. Pare de prestar atenção neles, nisso você é livre.

Pergunta: Eu sou livre para ignorar as pessoas ao meu redor?

Resposta: Não aqueles ao seu redor, mas aqueles que supostamente controlam você. Não sinto que eles me suprimem! A liberdade é uma sensação interna. É por isso que não sinto.

Pergunta: Então você diz que devemos nos submeter a um chip com o Criador? É Ele quem me chipou.

Resposta: Sim. Eu estou conectado a Ele de qualquer maneira. Ele está em mim, em todas as minhas células, nos meus nervos, nos meus sentimentos e na minha mente – em tudo. Ele define tudo o que sinto. Ele define tudo o que penso, todas as minhas ações e decisões. Só preciso revelar isso – como ajo para que Ele aja em mim.

Observação: Se possível, você pode dar um conselho simples a uma pessoa comum sobre chipar, perda da liberdade e quem a controla.

Meu Comentário: Viva em silêncio e busque o Criador em você, como Ele está dentro de você, como Ele age, trabalha e controla você, e como você deve se relacionar com Ele nisso.

O Criador é a força superior geral da natureza.

Pergunta: E o que ela exige de mim?

Resposta: Que você leve em consideração que você é uma pequena parte dessa força que se preocupa com toda a natureza. Ou seja, você trata tudo e todos com essa consciência.

Pergunta: E como devo me relacionar com meu ambiente, com as pessoas próximas a mim?

Resposta: Quanto a um mecanismo geral e integral, que é benevolente com todas as suas partes e opera de acordo com o mesmo esquema – amor ao próximo, em uma direção.

Pergunta: Então não terei medo de qualquer chipização?

Resposta: Isso não é assustador de forma alguma.

De KabTV, “Notícias com Dr. Michael Laitman”, 20/04/20

Comente