“Salvem Nossa Casa: O Planeta Terra” (Medium)

Medium publicou meu novo artigo “ Salvem Nossa Casa: O Planeta Terra

Bairros inteiros são envolvidos pelo fogo; milhares foram evacuados de suas casas na Califórnia. Uma tempestade histórica e incomum de verão e raros relâmpagos maciços combinados com um calor recorde geraram incêndios devastadores em todo o Golden State. O Vale da Morte relatou temperaturas de 55º C no que se acredita ser a temperatura mais alta já medida na Terra, e isso é atribuído às mudanças climáticas. Outros desastres naturais ao redor do globo colocam em risco nossa existência. O que a natureza está tentando nos dizer? Sua mensagem é clara. Somos hóspedes indesejados neste planeta, a menos que nós, humanos, mudemos.

Outros desastres naturais ao redor do globo colocam em risco nossa existência. O que a natureza está tentando nos dizer? Sua mensagem é clara. Somos hóspedes indesejados neste planeta, a menos que nós, humanos, mudemos.

O aquecimento global não só causa incêndios, problemas agrícolas, escassez de água e coloca certas espécies em risco de extinção; também é responsabilizada pelo derretimento das geleiras na Groenlândia e em outros locais a ponto de não ter mais volta, elevando perigosamente o nível do mar. Dizem que existem ações que podemos tomar para enfrentar o aquecimento global, como reduzir as emissões de gases do setor industrial, mas há tantos interesses econômicos e pessoais que muito pouco é feito de fato.

Se o ecossistema continuar se deteriorando em um ritmo tão rápido, metade da humanidade poderá se extinguir, e a metade que sobreviverá terá que mudar seu modo de vida de ponta a ponta. Continuar nossa abordagem de “negócios como sempre”, apesar do clamor da Terra, é extremamente perigoso.

O homem é uma criatura muito delicada. Precisamos de tantas condições de vida e tantos fatores nos afetam: terremotos, tempestades, pragas. Os problemas que enfrentamos são globais; portanto, as soluções exigem um pensamento global. Sim, pensamento. Tudo começa com nossos pensamentos.

As pessoas pensam apenas em si mesmas, no que as incomoda hoje e no que pode gerar grandes lucros. Além disso, as organizações internacionais, que deveriam proteger o nosso planeta, falham no teste repetidamente. Cada país está ocupado desenvolvendo armas e poder econômico, lutando contra os outros em todos os tipos de arenas e pensando que é assim que o controle será obtido. Se um desastre ecológico não nos afeta diretamente, não nos importamos.

Não percebemos ainda que nosso planeta é nosso lar comum e tudo o que acontece dentro dele tem uma cadeia infinita de reações que acabarão nos afetando. Algum dia, teremos que entender que os problemas começam com a natureza egoísta do homem, que opera a partir de uma visão individualista, centrada no eu, exploradora e estreita que quer manter tudo para si. Até que transcendamos as fronteiras individuais e nacionais e comecemos a pensar globalmente, nada ajudará.

Às vezes é a vez de alguns países sofrerem desastres naturais e depois é a vez de outros países. Mas, no geral, não haverá lugar na Terra que não enfrente problemas. O coronavírus é o primeiro desastre global, com muitos outros esperando sua vez, se necessário. É a maneira da natureza de nos fazer sentir em nossa própria pele que todos fazemos parte de um sistema.

Os Fogos Destrutivos Queimam Entre Nós

Calamidades ecológicas fazem as pessoas acreditarem que a natureza enlouqueceu. Este não é o caso. Ela simplesmente se comporta de acordo com as leis de causa e efeito do sistema integral em que vivemos, um sistema que liga todos os detalhes da realidade. O que acontece dentro da Terra, em sua superfície e em todo o universo está ligado e interconectado porque a natureza é uma.

Os humanos, por sua vez, precisam compreender que o estado de natureza depende das relações entre os seres humanos e da disposição do homem em se adaptar à integralidade da natureza – ou seja, levando apenas o necessário para a sobrevivência e cuidando do bom funcionamento de todo o sistema, em vez de considerar apenas cálculos egoístas.

Como as relações humanas e o que acontece na natureza estão relacionadas? Existem quatro níveis na natureza: inanimado, vegetativo, animado e humano. Todos, exceto o homem, existem de acordo com as leis da natureza de reciprocidade e equilíbrio. Os outros níveis não têm liberdade de escolha em nada; eles agem instintivamente pegando apenas o que é necessário para sua sobrevivência. Por outro lado, o nível humano é o único que comete atrocidades na Terra e o faz intencionalmente, conscientemente, para causar danos. Assim, todas as reações negativas que recebemos da natureza são apenas uma consequência de nossas ações. Simplificando, nós atraímos esses golpes sobre nós mesmos.

A partir de hoje, a humanidade não tem um plano acordado para salvar o planeta e, em vez disso, estamos apenas apagando os incêndios. E a verdade é que os incêndios mais destrutivos que devemos apagar são os que ardem dentro de nós, nas nossas relações mútuas. O ego do homem quase atingiu o ponto de inflamação que queima a natureza apenas para explorar tudo em seu proveito.

Se tentarmos construir um sistema harmonioso de relações humanas, toda a natureza se acalmará. A solução abrangente para os perigos ecológicos e sociais que enfrentamos reside nos esforços rumo a uma conexão global, na qual sentiremos o quanto somos dependentes de todos. Portanto, vamos pensar duas vezes antes de nos envolvermos em maus tratos uns aos outros. Assim, somente por meio da responsabilidade mútua alcançaremos o estado de espírito certo para salvar nossa casa comum e viver com segurança e felicidade sob o mesmo teto: o nosso planeta.

Comente