“O Ódio Causa O Vírus” (Newsmax)

Meu artigo no Newsmax: “O Ódio Causa O Vírus

Realmente não entendemos por que a COVID atacou. As pessoas culpam a China, os judeus, morcegos, martas, desmatamento, empresas farmacêuticas corruptas, e assim por diante. Mas ninguém se culpa. Ninguém culpa a erupção da COVID-19 por nossos próprios maus tratos a tudo e a todos ao nosso redor.

É compreensível; não vemos o sistema geral. Embora os cientistas saibam há pelo menos um século que o mundo está interconectado e que todas as coisas são construídas a partir das mesmas poucas partículas, não experimentamos isso em nossas vidas diárias, por isso nos comportamos como se não fosse verdade. Mas comportar-se como se não estivéssemos relacionados um ao outro é tão responsável quanto a água potável que nos dizem estar contaminada com listeria, mas não acreditar nisso porque não podemos ver as bactérias. Quando os sintomas aparecem, é muito mais difícil e mais doloroso se recuperar.

Não apenas todas as partes da realidade estão conectadas, elas estão conectadas corretamente. O mineral, a flora e a fauna em nosso mundo funcionam de acordo com as leis naturais impressas neles e não têm liberdade de escolha. Os lobos não são maus porque comem outros animais, e os cervos não são bons porque se alimentam de plantas e não de outros animais. De fato, não fosse pelos carnívoros, os herbívoros se tornariam prejudiciais à saúde, superpovoariam, esgotariam as plantas em que vivem e acabariam sofrendo e morrendo, pois a natureza encontraria outra maneira de equilibrar sua população. Quando você olha para a natureza, percebe que ela mantém um equilíbrio perfeito, onde cada elemento garante a integridade de todo o sistema.

Existe apenas uma exceção em toda a natureza: o homem. Os seres humanos são o único elemento da natureza que pode se comportar como se não estivesse relacionado a nada e se safar por um tempo. Até agora, lutamos contra a natureza, crescemos em força e, nos últimos dois séculos, mais ou menos, pensamos que quase a vencíamos. Pior ainda, lutamos um contra o outro, e nosso ódio um pelo outro nos fez arruinar a natureza ainda mais em nossa corrida para extrair, bombear e cortar os tesouros da natureza para superar os concorrentes humanos.

A COVID-19 nos deteve, colocou obstáculos na economia, e nosso ódio e desejo de explorar, governar e humilhar causaram tanto dano à natureza que gerou um remédio natural para a natureza humana: o novo coronavírus. Todos os seus ramos interromperam a corrida armamentista e grande parte das hostilidades que os países estavam executando ou planejavam executar uns contra os outros, e até nos distanciaram de outras pessoas, para que não tivéssemos que tolerar as tensões de locais de trabalho hostis ou a educação competitiva.

Mas como não vemos o sistema, achamos que não foi o nosso ódio que causou a aparição do vírus; achamos que é algo ou outra pessoa – a quem odiamos – que causou seu surgimento. Estamos errados. É nossa própria atitude um com o outro que gerou isso e outras pestilências que virão em breve se não revertermos o curso.

E pur si muove (“E ainda assim ela se move”) disse Galileu Galilei quando foi forçado a retratar sua afirmação de que a Terra se move ao redor do sol. Hoje sabemos que ele estava certo. Mas quando se trata de verdades que dizem respeito ao nosso ódio um pelo outro, somos tão ignorantes e obstinados quanto os atormentadores de Galilei. É uma pena, já que a órbita da Terra ao redor do sol é importante, mas não tão importante quanto o fato de que o ódio cria doenças. A ignorância do fato anterior é uma vergonha; a ignorância desse último fato pode nos custar nossas vidas.

Comente