Desconexão Das Comunidades, Parte 5

laitman_533.02Os Maiores Antissemitas

Pergunta: Durante o Iluminismo, os judeus que assimilaram outros povos tornaram-se ateus ou cristãos e começaram a odiar ainda mais os judeus que mantinham as tradições. Esse ódio ainda existe no Estado de Israel e está crescendo.

Como a assimilação e o ódio interno dos judeus estão relacionados com o ódio irracional?

Resposta: A pessoa que quer romper com sua raiz, mas percebe que não pode fazer isso, porque, obviamente, existem forças internas da natureza que não permitem que ela o faça, passa a odiar a si mesma, às pessoas, ao princípio espiritual, o Criador.

Mas apesar do fato de que ela gostaria de romper completamente com isso e se tornar um alemão comum, francês, etc., ela não pode ter sucesso.

Surge nela tanto ódio pelo povo, por si mesma, por sua raiz, da qual ela se cura. É por isso que ela se torna o maior antissemita.

Observação: O ódio irracional é um estado em que uma pessoa odeia trabalhar sem pagamento. Não podemos realizar uma ação sem receber o pagamento por ela, combustível, benefício para nós mesmos – essa é a nossa natureza. Odiamos a qualidade em si sem motivo. Essa qualidade é doação, amor, unidade. Isto é, odiamos inconscientemente aquelas pessoas em quem essa qualidade aparece.

Meu Comentário: É por isso que os judeus que estão engajados em vários tipos de ciências, arte e movimentos sociais propagam o antissemitismo ali.

Pergunta: O que deve ser feito com essas contradições? A guerra entre os judeus continua. Existem reformistas, ultraortodoxos, ateus, comunistas, etc.

Resposta: Todos estão prontos para destruir o outro. Mais do que todos os antissemitas juntos, de acordo com a Cabalá, isso é normal porque os judeus têm o maior egoísmo.

Observação: Mas por outro lado, você diz que deve haver algum tipo de ideia superior acima de tudo isso, que os unirá.

Meu Comentário: Para fazer isso, eles devem recorrer à Cabalá ou a Cabalá deve recorrer a eles.

De KabTV, “Análise Sistemática do Desenvolvimento do Povo de Israel”, 12/08/19

Comente