O Coronavírus: Reflexões Sobre A Vida E A Morte

laitman_961.2Comentário: Nos tempos do coronavírus, somos bombardeados com relatos de novos casos e o número de mortos. Uma pessoa lê tudo, absorve. Naturalmente, ela desenvolve um medo crescente da morte.

Minha Resposta: Estamos sendo assustados como crianças. Estamos sendo provocados!

Pergunta: O que há de bom nisso?

Resposta: É para crescermos! Não para ficarmos como crianças.

Pergunta: O que implica o nosso crescimento? Pensar mais na vida e na morte? Ou alguma outra coisa?

Resposta: Sobre o seu propósito! A natureza nos dá uma dica sobre o que temos que fazer. Isso é de grande ajuda! Você está sendo ensinado. Temos que ser gratos a esse vírus!

A natureza não faz nada sem uma razão. É melhor que ela nos ensine dessa maneira do que durante uma terceira guerra mundial, que estávamos especulando que estava se aproximando e pensando que não poderíamos evitá-la.

Pergunta: Que atitude se deve ter em relação à morte? De uma maneira ou de outra, essa questão surge, especialmente agora quando alguém pode acabar em um respirador. Estou perguntando sobre minha atitude em relação à morte. O que deveria ser agora quando ouvimos sobre isso constantemente?

Resposta: Você deve ter uma atitude séria sobre isso. A morte não é um acidente, é um estado necessário, inerente à natureza, pelo qual devemos passar. A morte nos separa do nosso corpo animal, meu eu é separado do corpo e podemos ser transferidos para os seguintes estados.

Podemos ler um artigo sobre isso. Aqui eu tenho o livro do meu professor, seus artigos. Ele escreve o que uma pessoa deve fazer para se elevar acima desta vida. Tudo está escrito na Cabalá.

Comentário: Isto é escrito por um Cabalista, enquanto eu estou perguntando sobre uma pessoa simples hoje.

Minha Resposta: O que você quer com uma pessoa simples? Ela é como uma criança pequena, está brincando e não está interessada nessas perguntas.

Comentário: Você pode me elevar acima da morte, me ajudar a lidar com o medo de alguma forma? Diga-me algo sobre isso, se puder.

Minha Resposta: Não devo. Ou você começará a lutar por isso. Você vai parar de ter medo disso.

Pergunta: Devo ter medo?

Resposta: Sim. Por causa do medo, o desconhecido existe especificamente para encorajá-lo a se corrigir neste mundo.

Pergunta: Para que eu queira subir acima da morte, acima do medo?

Resposta: É disso que o coronavírus lembra você. Isto é, ele está do seu lado, é seu amigo, se importa com você. Ele diz: “Olha, você está no limite. Então, vamos lá, ainda temos tempo para fazer algo que nos permita passar essa linha de maneira bonita e fácil. Nem importa como. O mais importante é que você encontre seu mundo, ou seja, o mundo futuro, enquanto estiver nesta vida”.

Pergunta: Se eu tratar o vírus dessa maneira, minha atitude em relação à vida e à morte mudará?

Resposta: Tudo mudará. Nós fazemos tudo neste mundo com base no fato de que morremos. E se soubéssemos que não estávamos morrendo, mas transformando-se, agiríamos de maneira diferente, de acordo com essa transformação. Assim como agora você está trabalhando em prol de uma aposentadoria, férias ou qualquer outra coisa, você ainda pensa que não é como uma criança pequena, mas mais à frente. Então, realmente precisamos dessa motivação.

Comentário: Por favor, esclareça o termo “reencarnação”. Para muitos, esse é um conceito “indiano”.

Minha Resposta: Ah, não, não nos transformamos em pássaros ou árvores, ou qualquer coisa assim.

Comentário: “Se você viveu como uma árvore, você se tornará um baobá”.

Minha Resposta: Não, de maneira alguma. De fato, isso é muito interessante. Quando eu estava na Índia, vi o quanto isso ajuda as pessoas a aceitarem as coisas da vida, a viverem com elas e a permanecerem calmas, filosoficamente inclinadas. Mas este não é o nível que estamos falando. Embora, quando um bilhão de pessoas ao seu redor pensa dessa maneira, goste ou não, involuntariamente você de alguma forma caia nela.

Pergunta: A que tipo de reencarnação você está se referindo?

Resposta: Estamos falando apenas sobre a transformação interna, sobre o estado espiritual de uma pessoa.

Pergunta: Que muda como?

Resposta: Ela se torna livre do egoísmo. Essa é a transformação deste mundo para o mundo superior.

Pergunta: Quando eu começo a tratar os outros com amor?

Resposta: Se você começar a praticar isso hoje, já começará a perceber o mundo superior em sua relação com o outro.

Pergunta: Então isso é amor e doação para com os outros? Este é o mundo superior? Se eu começar a sentir isso, vou começar a me elevar acima da morte?

Resposta: Sim.

Pergunta: E a morte, só existe quando eu vivo para mim?

Resposta: Isso é pura morte.

Pergunta: Viver para si mesmo. Então, na verdade, estamos todos vivendo no mundo da morte?

Resposta: Sim, é assim que se chama.

Pergunta: E ela aparentemente não existe?

Resposta: De fato.

Comentário: Uma pessoa ainda sente pena de deixar seus parentes, amigos, hábitos, férias, o mar.

Minha Resposta: Como uma criança segurando seus brinquedos.

Pergunta: Sim. Às vezes, ela encontra esses brinquedos e suspira um pouco: “Eu vivi”. Ela ainda sente pena de deixar qualquer um deles. Como você se sente sobre esses brinquedos?

Resposta: Somente com o propósito de ascender ao mundo superior, apenas para dominar um cenário ainda maior para dar, para amar, para sair de si mesmo, acima de si mesmo – apenas para isso vale a pena viver. Caso contrário, serve apenas para se preencher de um prazer tão pequeno que imediatamente desaparece, se desvanece ou muda; certamente não vale a pena. Eu acho que o vírus vai nos ajudar.

Pergunta: Qual é a sua atitude pessoal em relação à morte?

Resposta: Estou completamente em paz com ela. Absolutamente. Eu concordo com a governança superior, faça o que fizer.

Pergunta: Concordar com a força superior acalma a pessoa? Isto é, a pessoa imediatamente se anula diante dela?

Resposta: Sim. Não importa em que estado a pessoa esteja. O principal é que ela aceite tudo de cima e, dessa maneira, tente se aderir a ela.

Pergunta: Por favor, ofereça conselhos a uma pessoa comum, como ela deve tratar seus medos agora?

Resposta: Eu estudaria nossos materiais se fosse ela. Agora as pessoas estão sentadas em casa, e essa é a coisa mais útil que podem fazer por si mesmas. Isso traria benefícios tangíveis. E uma saída do vírus, bem como uma saída geral da crise e uma boa atitude geral com uma compreensão completa da vida e da morte.

Pergunta: E um do outro?

Resposta: Naturalmente, um do outro! Boa sorte para nós com isso!

De KabTV, “Notícias com o Dr. Michael Laitman”, 30/03/20

Comente