Mulher Do Século XXI, Parte 1

Laitman_514.02A história reconhece muitas mulheres pioneiras que abriram o caminho, fizeram mudanças no mundo e lançaram as bases para uma sociedade mais progressista. Esforços heroicos eram geralmente necessários para uma mulher romper os estereótipos prevalecentes e ir contra as normas e tradições culturais aceitas.

No entanto, a história foi escrita basicamente por homens, e há muito poucos nomes femininos nela. As mulheres sempre permaneceram em segundo plano. Afinal, a história se desenvolve de acordo com a estrutura geral da sociedade, o universo, toda a criação, que consiste em dez Sefirot.

Essa estrutura se desenvolve de cima para baixo, da Sefira Keter a Malchut. Embora tudo seja destinado a Malchut, à parte feminina da estrutura, até a sua vez, até que todo o sistema se desenvolva, o papel das mulheres fica oculto.

Isso é visível ao longo da história entre todas as nações e em todos os momentos. Somente entre o povo de Israel, o papel de uma mulher sempre foi mais pronunciado que o de outros, como evidenciado por esses nomes do Tanach: Eva, a esposa de Adão, a grande profetisa Batya, filha do Faraó, que criou Moisés.

“Batya” significa “a filha do Criador” (bet-yod-hei -ב-י-ה), que fala de seu destino mais elevado. A Torá (Cinco Livros de Moisés) fala sobre muitas mulheres que têm um papel especial na história, e sempre positivas.

E durante o último exílio de 2.000 anos, o papel das mulheres passou a ser ainda mais oculto. Na extensão da profundidade e na duração do exílio, nessa medida, o papel das mulheres permaneceu nas sombras. E agora, à medida que saímos desse exílio, as mulheres estão ganhando cada vez mais liberdade e papéis cada vez mais importantes. Mudanças particularmente grandes ocorreram no século XX, e ainda mais no século XXI, quando as mulheres estão se tornando uma parte dominante do desenvolvimento.

Isso é muito perceptível no mundo moderno, onde tantas mulheres ocupam posições de liderança nas empresas e até como chefes de Estado. Não apenas o poder feminino está crescendo, mas a imagem de uma mulher está se tornando cada vez mais importante. Como resultado, vemos que o mundo inteiro existe para elevar Malchut, a parte feminina, de acordo com o modelo do mundo superior.

Embora Malchut sempre tenha sido ocultada por ser a última Sefira, na última etapa, ela se torna a mais importante, deixa a ocultação e se revela na luz refletida até a próprio Keter. Acontece que o papel da mulher é o mais importante. Embora esteja escrito que “Toda a glória da filha do rei está dentro”, visto que ela ficou escondida o tempo todo, agora ela aparece na vanguarda e começa a se revelar como a parte mais importante.

Penso que o século XXI proporcionará às mulheres mais tempo e espaço para que possam avançar e aprender sobre seu papel na correção do mundo. Essas mulheres podem levar o mundo ao objetivo sublime diante de nós.

Em épocas anteriores, o desenvolvimento das mulheres estava sempre atrasado em relação ao desenvolvimento geral. O fato é que a mulher pertence à décima parte da estrutura geral.  Keter, Hochma, Bina, Hesed, Gevura, Tiferet, Netzach, Hod, Yesod e a última, Malchut, é a parte feminina da alma. Mas quando Malchut começa a receber, quando já existe restrição, tela e luz refletida na qual Malchut chega a Keter, então a luz vem e ilumina todas as Sefirot. As luzes direta e a refletida estão conectadas.

Antes disso, a humanidade desprezava o papel da mulher e não valorizava sua dignidade. Mas tudo isso deve ser corrigido em nossos dias, quando chegamos ao último estágio em que uma mulher deve crescer e se mostrar.

Uma mudança qualitativa já ocorreu no século XIX, e o poder feminino começou a avançar. As mulheres receberam o direito de votar nas eleições, de ter acesso ao ensino superior. Isso promoveu não apenas as próprias mulheres, mas a sociedade como um todo, seus estratos sociais mais baixos. A mulher não apenas entra no estágio histórico, social e governamental, mas também eleva os estratos sociais fracos, que não poderiam ter aumentado de outra maneira.

Uma mulher muda tudo. Devemos apenas dar lugar a mulher, permitir que ela se prove, e toda a vida muda. E nossa época é especial, pois estamos chegando ao fim da correção do mundo. Muito ainda precisa ser corrigido, mas já estamos na linha de chegada. Portanto, o papel das mulheres está se tornando cada vez mais visível a cada dia.

Uma mulher exigirá mais e mais porque suas forças naturais a estão empurrando. Por outro lado, a metade masculina da humanidade se curvará cada vez mais às mulheres. Portanto, é necessário explicar à mulher seu papel e dever de cumpri-lo, e não negligenciá-lo.

Se as mulheres não cumprem seu papel de liderança, parecem deixá-lo para os homens. Mas os homens não podem mais agir como antes. Acontece que os homens não estão mais agindo e as mulheres ainda não agem, e caímos entre duas cadeiras, o que é muito perigoso. Esta é a época em que estamos entrando hoje.

De KabTV, “Mulheres no Novo Mundo”, 30/06/20

Comente