Textos arquivados em ''

Meus Pensamentos No Twitter 03/06/20

Dr Michael Laitman Twitter

Não há para onde fugir do novo estado da “última geração”. Devemos cumprir nossa missão, que não pode ser evitada: levar a humanidade a um sistema global e integral de conexões por meio da luz que reforma, que flui através do nosso grupo e para o mundo.

Quando uma boa conexão, garantia mútua, surge em nossa unidade, sentimos a vida dentro dela. Na atual existência dolorosa, todo o corpo está fragmentado, sem circulação da luz superior, que preenche todas as partes da alma. Isso significa alcançar a correção, a vida eterna e perfeita.

A saúde da nação depende da unidade, garantia mútua. Toda pessoa é garantidora da saúde do próximo e do cuidado com a boa saúde de todos. É assim que vamos nos livrar do vírus – como executaremos uma ação em direção à unidade, garantia mútua e construção do vaso integral comum!

Garantia mútua é a principal correção! Devo pensar nos outros, ser incluído neles, cuidar e sentir seus desejos, entender como ajudá-los a alcançar a adesão com o Criador e a correção da alma quebrada de Adam HaRishon.

O #coronavirus pretende nos mostrar como somos dependentes um do outro. Essa dependência é chamada de “garantia mútua”, quando devo pensar não em como me salvar do coronavírus, mas em como salvar outras pessoas da #infecção, com minha atitude atenciosa e boa com relação a elas.

O #coronavírus invade nossa vida e declara: “Todos vocês estão integralmente conectados, estão todos diante do Monte Sinai, e se não se unirem e pedirem à força superior para corrigi-los, esse será o seu enterro”.

Começaremos a seguir o caminho certo quando ficarmos em casa, porque tememos infectar os outros, em vez de pensar em nós mesmos. O coronavírus não desaparecerá até que essa alteração ocorra. O vírus nos forçará a pensar em como não prejudicar os outros. Tenho medo de prejudicar os outros e prefiro ficar em casa. #coronavírus

Nós devemos ver a essência do vírus. Ela não aponta para uma doença biológica, mas para o nosso estado espiritual, para as relações entre nós, para a falta de nossa garantia mútua. Para preservar tal garantia e preocupação mútua, precisamos da luz superior.

A garantia mútua é quando não devo pensar em mim, pois os outros estão pensando em mim! Devo pensar apenas neles, na dezena. Estamos todos em garantia mútua, expandindo-a gradualmente para incluir o mundo inteiro, e o Criador habita entre nós, nos corrigindo.

Disseminação é a correção do nosso vaso espiritual externo (Kli) que deve estar ligado a nós, que devemos tratar como uma cabeça trata o corpo. A disseminação é o componente mais importante e necessário, e aqui depositamos grandes esperanças nas mulheres!

Nossa vida compreende o estudo, o trabalho sobre a unidade e a disseminação. O estudo é o principal, pois sem ele não haverá unidade nem disseminação. Sem unidade, você não pode entender o estudo e nem fazer disseminação, ou seja, a correção geral do mundo.

A “Torá” é uma instrução (Oraa), um manual para o caminho, um guia completo que descreve todas as nossas subidas e descidas, todos os relacionamentos entre nós e os relacionamentos com o Criador. É um meio de atrair a luz da correção, de cima do sistema corrigido da alma geral de Adam HaRishon, para o nosso sistema quebrado.

As pessoas pensam que a primeira onda da #pandemia já passou e que podemos aliviar as condições da #quarentena até a próxima onda. Mas quem disse que já podemos facilitar nossas vidas? Afinal, já fizemos correções? Nós nos trouxemos em congruência com a natureza integral? Melhoramos nossa sociedade?
#Covid19

O #coronavírus trouxe todos nós à realização de nosso próprio desamparo. Ninguém sabe o que fazer, como escapar desses problemas? Embora o vírus esteja tirando menos vidas que as guerras, ele nos liga completamente. A cura começa começando a corrigir o ego, mas ninguém vai concordar com isso, por enquanto.

O egoísmo é dado de cima; sua revelação vem do Criador. Portanto, não espere que o egoísmo desapareça. Pelo contrário, crescemos à medida que nosso egoísmo aumenta! Eu preciso me acostumar com isso. Eu não devo me desesperar. Devo continuar, mesmo de quatro, mas continuar rastejando em direção à meta.

O Criador não é um poder interior; não há poder em nós! Existem dez pessoas, e nenhuma tem poder. Mas como queremos nos conectar, revelamos a força entre nós. Essa força é o Criador que está entre nós. Usamos o poder Dele, não o nosso.

É pelo desespero, apoiando-se mutuamente, apesar do cansaço, que nos aproximamos da revelação do Criador. Esse trabalho é chamado de jornada pelo deserto, onde atraímos o poder da doação. Passando pelo deserto, subimos de Malchut a Bina.

É mais fácil entender a pergunta de um amigo do que senti-la. Mas devemos tentar evocar sentimentos através da mente. Todo mundo sente, depois pergunta. Da pergunta de um amigo, quero sentir o que ele sente. O amigo passou de um sentimento para sua mente, enquanto eu, com minha mente, quero atingir seu sentimento.

Quero me aproximar dos meus amigos ou do Criador, mas não posso. É aqui que surge a oportunidade de pedir ajuda ao Criador, de me afetar com a luz superior, de me dar o poder da doação. Devo revelar o local da correção, e a luz superior irá corrigir. “O Criador terminará isso para mim”.

OIT: Um terço da população mundial, mais de 2 bilhões de pessoas, corre o risco de perder o emprego. De fato, apenas as empresas e empregos necessários para a existência permanecerão. O restante deve se engajar em #treinamento e #educação de uma nova sociedade.

É necessário reduzir todos os negócios inventados para os quais não há necessidade que destruam a natureza. Pessoas livres de trabalho desnecessário devem ser matriculadas no sistema de educação integral, para que aprendam sobre a conexão correta entre nós, se quisermos sobreviver e ser felizes!

Existimos em uma natureza global integral e somos obrigados a mudar, nos ajustar à sua estrutura. Caso contrário, esse estado chegará até nós através da força sangrenta, como todas as mudanças nas estruturas sociais que foram acompanhadas por guerras e revoluções. Este não é um vírus, mas uma revolução espiritual.

A humanidade sofreu um sério golpe ideológico. As pessoas realmente não querem voltar ao trabalho. Elas precisam ganhar a vida, mas isso não incita o entusiasmo anterior. A paixão, o desejo de ter êxito, vencer ou gerenciar foram perdidos. “O golpe do #coronavírus nos deixou mais sábios!”

A única maneira de evitar epidemias é estabelecer boas relações entre nós. Essa é a única maneira de destruir todos os vírus – somos obrigados a nos conectar a um sistema de boas conexões. Atenção: a natureza nos levará a fazer isso com muitos impactos diferentes!

Do Twitter, 03/06/20

A Epidemia De Solidão É Pior Do Que O Coronavírus

laitman_259.02A estabilidade emocional é um problema sério durante o tempo do coronavírus devido à quarentena e às situações estressantes nas famílias. Muitas pessoas precisam da ajuda de psicólogos, se sentem isoladas e sofrem de solidão como nunca antes.

Mesmo antes da pandemia do coronavírus, especialistas médicos relataram uma epidemia de solidão nos Estados Unidos. O coronavírus agravou drasticamente esse problema, pois afeta 28% dos lares americanos: isto é, cerca de 36 milhões de pessoas vivem sozinhas, sem família, sem filhos.

Por outro lado, há esperança de que o coronavírus nos force a prestar atenção ao problema da solidão e procurar maneiras de estabelecer mais laços sociais no futuro.

Como se viu, é mais fácil evitar a infecção por coronavírus do que se proteger do estresse emocional e dos transtornos mentais devido à quarentena. Como a sociedade deve lidar com os efeitos do isolamento social após o coronavírus?

O sentimento de solidão continuará após a epidemia e só crescerá. A sociedade se dividirá em várias partes e as pessoas estarão cada vez menos em contato umas com as outras. Haverá menos oportunidades para reuniões e comunicação nos locais de trabalho. Clubes esportivos, restaurantes, bares e teatros serão visitados por menos pessoas. Vamos nos sentir cada vez mais separados um do outro, distantes.

Uma nova onda de coronavírus e outros problemas nos forçarão a se afastar um do outro e, além disso, todos estarão preocupados com os problemas de sua própria saúde e os problemas da sociedade. E veremos que não apenas 36 milhões de pessoas que vivem sozinhas sofrem com a solidão, mas muitas mais.

O número de divórcios e outros problemas nas famílias aumentarão bastante. Estamos enfrentando um período muito difícil, em que a humanidade terá que entender que não é mais possível existir de acordo com as antigas regras e é necessário estabelecer uma nova ordem de vida.

O fato é que uma pessoa hoje se sente muito sozinha neste vasto mundo. Embora este mundo seja tão rico e multicolorido, o homem não pode se encontrar nele. Mesmo que ele tenha uma boa renda e possa pagar muito em termos materiais, ele ainda sofre de solidão. Afinal, não aprendemos a estabelecer as conexões corretas e não estamos preparados para a vida em um mundo global e integral.

Não sentimos que vivemos dentro da mesma esfera em que o mundo inanimado, vegetativo e animado e as pessoas existem juntos, em um sistema integrado no globo.

Pelo contrário, todos nos unimos em relações pessoais e nações e Estados inteiros. E aí vem o coronavírus e muitos outros problemas que são inevitáveis ​​com o nosso comportamento e, é claro, não nos sentiremos melhor.

Uma professora de Missouri descreveu sua condição durante a quarentena da seguinte forma: “Alguns dias eu continuo e não me sinto tão mal, mas em outros dias parece-me que, se essa quarentena durar um pouco mais, eu simplesmente não serei capaz de aguentar mais e vou enlouquecer. Posso ficar em sã consciência, continuando a viver sozinha por meses, anos? ”

Por que a conexão entre as pessoas é tão importante para elas? Por que as pessoas precisam de comunicação constante com outras pessoas e, se não sabem como fazer isso corretamente, ficam loucas por causa da solidão ou vivem juntas e ficam loucas?

O fato é que o homem é uma criatura social. Não podemos viver como animais que se encontram por um curto período de tempo para produzir filhos e depois se separar. Um homem precisa de uma família, uma sociedade, um lar, uma cidade e um país onde possa viver com outras pessoas.

Uma pessoa precisa de uma conexão emocional, que não existe na natureza inanimada, vegetativa ou animada: não química, hormonal, mas sensorial. Mas essa conexão não funciona para nós, e estamos tentando substituir esses relacionamentos sensoriais por negócios ou competitivos.

E todo mundo sofre com isso. Mesmo o homem mais rico não tem o que deveria receber da sociedade. Ele precisa receber da sociedade mais do que de sua mãe.

Mas não temos isso porque não estamos construindo uma sociedade que dê a todos uma sensação de calor, confiança e apoio. Sem isso, uma pessoa se sente no vácuo ou, pior ainda, em um ambiente hostil. Ela sai para a rua e percebe todas as pessoas que conhece como inimigas.

A humanidade está sofrendo muito com isso. Como resultado de tais relações entre nós, com nossos pensamentos e desejos egoístas, criamos um lugar a partir do qual todos os tipos de pragas, como o coronavírus, saem, e nós mesmos colocamos em risco nossas vidas.

No final, precisamos descobrir por que vivemos, quem somos, por que nos comportamos dessa maneira? Podemos nos relacionar de maneira diferente?

Vamos pensar em como construir uma sociedade que corresponda a todo o universo. Afinal, toda a natureza é integral, todas as suas partes estão interconectadas. E a sociedade humana deve ser tão amigável, construída com apoio mútuo. Mas nós a construímos em nosso egoísmo exatamente como o oposto.

Chegou a hora de realizar uma auditoria completa e decidir que estamos indo contra a nossa natureza egoísta, a fim de construir a conexão correta entre todos acima dela. Nosso bom futuro depende apenas disso.

É claro que o próprio homem, que caiu em uma situação difícil, não sabe o que fazer e fica confuso sob a pressão do meio ambiente, suas dívidas e obrigações. Resta apenas lamentar. Mas existem sistemas sociais que são obrigados a pensar sobre isso. Já está claro que é impossível continuar assim, porque estamos nos aproximando da destruição total.

Precisamos de um sistema de educação integral para cultivar uma nova pessoa que seja mais amigável. A natureza nos obriga a isso. Estamos dentro da esfera como uma simbiose única, onde natureza, plantas e animais inanimados se apoiam e se complementam. Tudo, exceto o homem!

O homem sozinho quer dominar tudo sem limites. Ele não se importa em prejudicar o sistema geral. Se você não parar o homem, ele destruirá o globo.

Portanto, do ponto de vista da natureza geral e de nossa natureza interna, devemos perceber que pertencemos a um sistema integral e interconectado e nos educar de novo.

De KabTV, “Perspectivas Globais”, 15/05/20

A Última Geração – O Tempo Das Mulheres

laitman_294.4Por muitas gerações, as mulheres estão nas sombras. Mas em nosso tempo, elas estão começando a despertar e a avançar porque vivemos na última geração, o último estágio de desenvolvimento da humanidade, que deve trazer a unidade entre todos os homens e mulheres e, em seguida, unir homens e mulheres com o Criador.

Os Cabalistas escreveram sobre a vinda da última geração e todos os seus sinais são confirmados a julgar pela pandemia global do coronavírus, bem como por outros eventos que ainda estão para acontecer no futuro próximo.

O progresso no século XXI nos levou a um estado em que não há nada a fazer senão unir-se e subir ao nível espiritual. E aqui, no nascimento de uma nova humanidade, as mulheres devem cumprir seu papel insubstituível.

Qual é a diferença entre o trabalho de uma mulher no novo mundo pós-coronavírus e o antigo? Ainda não entendemos e sentimos isso de verdade, mas já podemos ver como o coronavírus nos trancou em nossas casas, em nossas famílias, deixando-nos sozinhos com nosso marido ou esposa, nossos filhos e todos os nossos problemas.

Começamos a olhar a vida de uma maneira completamente diferente, porque o futuro está coberto de incertezas. E mesmo agora, com a flexibilização da quarentena e aparentemente voltando à vida normal, não sabemos o que vai acontecer e temos medo de uma nova onda do coronavírus. É possível que existam muitos outros vírus perigosos além dele.

Devemos entender que tudo isso vem para nos tornar uma humanidade. E o mais importante, organizar as mulheres para se unirem e liderarem o mundo. Se as pessoas passam mais tempo em casa, isso significa que as mulheres recebem um poder enorme.

Muitos perderão completamente o emprego, outros trabalharão em casa pela Internet, ou seja, os homens estarão em casa a maior parte do tempo. E se tudo estiver concentrado na casa, é claro que uma mulher terá uma posição mais importante, alta e decisiva. A casa é administrada pela mulher, não pelo homem.

E assim, se agirmos com sabedoria e delicadeza, as mulheres poderão atrair gradualmente os homens para a correção do mundo, que já está prestes a vir e está se aproximando. Não temos escolha. Precisamos explicar isso aos nossos homens e convencê-los a participar.

Uma mulher deve, como mãe, cuidar de seus filhos e seu marido, a fim de guiá-los na direção certa para a correção. Então, seremos definitivamente capazes de alcançar a paz na família e a paz no mundo, além de nos elevarmos para nos conectarmos com o Criador.

Então, a última geração será a hora da mulher se ela puder cumprir seu papel. Caso contrário, teremos que avançar em direção à correção através de golpes e sofrimento.

Da Lição de Cabalá “Mulheres no Novo Mundo” 09/05/20

A Dezena É O Violino Do Criador

laitman_934O Criador é o absoluto, que não muda e se revela para nós como uma força do bem absoluto. Nossas percepções e desejos estão mudando, é por isso que dizemos que o Criador está mudando.

Mas, na realidade, as mudanças ocorrem apenas em nós. Portanto, para revelar o Criador, precisamos nos levar ao estado de equivalência com Ele, a fim de corresponder às Suas propriedades.

Mas como podemos nos tornar semelhantes ao Criador, se somos todos egoístas? Continuamos egoístas, mas devemos nos unir acima de nosso egoísmo com laços de doação mútua, unidade e amor, apesar de nossa rejeição natural. Somos como um instrumento musical desafinado que precisa ser afinado para tocar corretamente.

Está escrito sobre o violino do rei Davi que ele estava pendurado na parede e, em algum momento, ou seja, em um estado especial, começou a tocar sozinho. O grupo deve alcançar tal conexão entre os amigos, que estará em uma forma semelhante ao Criador. Embora todos permaneçam egoístas, eles superam seu egoísmo e se unem aos outros de tal maneira que a forma de nossa conexão corresponde à forma do Criador, perfeita.

Então o Criador se revela em nós. Ele não está em algum lugar fora do grupo, mas apenas dentro dele. Na medida em que dez amigos se sintonizam na conexão correta, na doação mútua, o Criador se revela e começa a tocar violino. Essa é a revelação do Criador aos seres criados.

Portanto, é necessário relacionar-se com o trabalho nas dezenas de forma prática e efetiva, esforçando-se para alcançar tal forma e espírito de conexão que seja semelhante ao Criador. Obviamente, estamos caminhando para isso gradualmente, através de 125 etapas, nos calibrando de maneira cada vez mais precisa.

Assim, nós alcançamos a revelação completa do Criador em nosso Kli comum, no HaVaYaH, quando “Ele é Um e Seu Nome, Um”. Isto é, o HaVaYaH, nossa dezena, está corretamente conectado por todas as dez Sefirot, por todas as suas menores sub- Sefirot internas, tanto que elas alcançam a unidade completa, correspondendo à natureza do Criador: doação absoluta.

Da 1a parte da Lição Diária de Cabalá 18/05/20, Escritos do Rabash, “A Agenda da Assembleia – 2” (1986)

Respostas Às Suas Perguntas, Parte 250

laitman_923Pergunta: Além dos cinco sentidos (sistemas sensoriais) voltados para o exterior, existem no nosso corpo sensores internos direcionados para dentro, que processam informações de suas várias partes: de todos os músculos, órgãos internos, vasos sanguíneos e todas as áreas do cérebro.

O que a Cabalá diz sobre os sensores internos? Eles são necessários apenas para manter a homeostase e a consciência do bem-estar físico e dos desejos no corpo, ou também me ajudam a reconhecer meus desejos mais sublimes e profundos, bem como os desejos de outras pessoas?

Resposta: Todo o sistema é integral; não há parte nele que possa operar isoladamente de outras partes.

O Que Nossos Atributos Nos Ditam?

laitman_624.07Em nosso mundo, acreditamos que tudo muda do lado de fora, como o clima, por exemplo, sol, neve e chuva. Eu aceito tudo como algo que cai na minha cabeça.

De fato, não é assim; tudo depende dos meus atributos. É a tal ponto que preciso gradualmente começar a sentir até os fenômenos externos, como neve, chuva e sol, e problemas diferentes que podemos encontrar neste mundo, como terremotos e outras coisas do tipo, não como os impactos do Criador em mim, mas como meus próprios atributos.

Meus atributos ditam todos os fenômenos e tudo o que sinto neste mundo, enquanto sinto que eles são aparentemente uma atitude positiva ou negativa da natureza ou do Criador em relação a mim. Seu atributo é uma doação absolutamente positiva para mim.

Você imagina como somos diferentes do Criador e que sentimos nossas vidas como constantes mudanças de ruim para pior para melhor e depois para pior, de melhor para pior, repetidamente. Estamos constantemente infelizes com Ele. Existem duas opções em nossa atitude para com o Criador.

Por um lado, podemos nos relacionar com o próprio Criador, mas precisamos entender que não podemos nos relacionar com o próprio Criador, porque Ele é a fonte do bem absoluto. Tudo o que atribuímos a Ele, não seremos capazes de mudar nada, porque Ele é simplesmente a fonte da luz. A única coisa que pode ajudar é a atitude correta em relação à luz que emana Dele, não a nossa atitude em relação à fonte, mas à luz.

Para nos relacionarmos com a luz corretamente, precisamos entender como ela vem a nós, o que ela carrega e como podemos entrar em contato com ela.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 8/12/19

O Único Pecado Do Homem

laitman_276.04Pergunta: Por que as fontes originais dizem que o único pecado do homem é quando ele não pede ajuda ao Criador?

Resposta: Se estamos completamente no Criador, completamente ligados a Ele e sem exceção, recebemos Dele, independentemente dos desejos e intenções que temos, mesmo os piores e mais rudes, tudo o que resta para nós é constantemente, propositadamente, voltar-se a Ele para que Ele nos mude e nos aproxime Dele e revele o que devemos fazer em relação a Ele.

Isto é, o pecado não reside no fato de eu ter feito algo em relação a outra pessoa ou ao Criador, mas no fato de não pedir ao Criador que me dê forças para me voltar conscientemente a Ele, para perceber conscientemente o que recebo Dele.

Pergunta: Então, enquanto eu vivo inconscientemente, em princípio, não há nada a exigir de mim, não pode haver nada a exigir de nenhum animal?

Resposta: Claro.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 01/04/20

Nova Vida # 1205 – Vivendo Dentro Da Minha Bolha

Nova Vida # 1205 – Vivendo Dentro Da Minha Bolha
Dr. Michael Laitman em conversa com Oren Levi e Yael Leshed-Harel

Transcender a vida dentro da minha própria bolha confortável e segura para uma bolha mais avançada requer um poder superior. A sabedoria da Cabalá pode me ensinar como deixar minha bolha e me desapegar do meu ego. Preciso parar de pensar no que é bom para mim e começar a considerar o que beneficia os outros. Pensamentos autoabsorvidos são limitadores e me afastam da verdade, enquanto pensar no que é bom para os outros expande os limites da minha bolha e o mundo se torna infinito.

De KabTV, “Nova Vida # 1205 – Vivendo Dentro da Minha Bolha”, 04/02/20

Lembrando Todos Os Níveis

Laitman_041.01Shamati # 34, “O Lucro de uma Terra”, Baal Ha Sulam: Para ser recompensado com o grau de odiar a separação, a pessoa é precisa primeiro saber o que é separação, ou seja, do que está separada, e então podemos dizer que ela quer corrigir essa separação.

Ela quer não apenas se corrigir, mas também se restringir para que não se afaste. Isso é apenas se ela entender o que é essa separação. Mas se ela não se lembra desse estado, dessa definição, ou se nunca o experimentou, não tem medo e se aproxima dele como um cego.

Pergunta: Isso significa que a pessoa deve experimentar uma separação prévia?

Resposta: Sim, definitivamente. Somente depois de cairmos é que podemos manter o estado de não cair internamente. Onde toda a criação começa? Da quebra.

Observação: Mas não nos lembramos da nossa queda.

Meu Comentário: Nós não lembramos, mas podemos lembrar, se quisermos. Então não cairemos e não quebraremos porque todos os atributos negativos existirão dentro de nós. Não precisamos bater a cabeça contra a parede repetidamente. Em outras palavras, um Reshimot espiritual de todos os níveis da descida, da queda, permanece em nós, e nós subiremos os mesmos níveis e nos lembraremos de todos os níveis.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 15/12/19

O Papel Espiritual De Uma Mulher, Parte 10

laitman_622.01Quem É Mais Corrigido: O Homem Ou A Mulher?

Pergunta: Alguém pode dizer que inicialmente uma mulher é mais corrigida espiritualmente que um homem?

Resposta: Em parte, sim. Mas, por outro lado, um homem em relação a isso tem maiores oportunidades de se corrigir do que uma mulher. Portanto, em um estado específico, não se pode dizer que um homem tenha mais condições e oportunidades do que uma mulher.

As mulheres têm um egoísmo muito mais equilibrado e muito menos estados. E nos homens, o contrário. Mas entre homens e mulheres há uma enorme diferença, toda uma gama de estados egoístas.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 08/03/20