Vírus Em Vez Do Criador

laitman_961.2O mundo está gradualmente assumindo uma nova forma. O coronavírus que se espalha pelo mundo é o resultado de não acompanharmos os tempos. Estamos na última geração, ou seja, a primeira geração, que deve sofrer uma correção e aumentar o grau de doação.

O grau de doação é chamado de fé acima da razão, isto é, a doação está acima da recepção. Portanto, precisamos ver até que ponto atendemos a esse requisito.

A natureza requer maior unidade e conexão entre nós, maior proximidade, entendimento e sensação de toda a realidade como um sistema integral, onde os níveis inanimado, vegetativo e animado da natureza e das pessoas existem em uma única harmonia.

Mas não nos preocupamos com o que acontecerá com o mundo inanimado, vegetal e animal e com o ambiente em que vivemos. Isso significa que não estamos nos tornando semelhantes à forma integral em que todas as quatro formas da natureza existem em uma única simbiose.

O mecanismo interno da realidade continua a funcionar e gradualmente nos move em direção à conexão suprema entre si. Mas não estamos nos movendo nessa velocidade e, portanto, repetidamente sentimos a reação negativa da natureza em todas as formas. Podem ser vírus, isto é, uma reação no nível animado ou uma reação nos níveis vegetativo e inanimado.

É uma pena que a humanidade ainda não entenda como avançar em direção a uma forma integral, onde todas as partes da natureza estão conectadas e todos os quatro níveis se juntam gradualmente como um sistema único no qual o Criador pode ser revelado como a força comum de correção agindo em nós.

Devemos fornecer a Ele um lugar para ser revelado. Quanto mais nos unirmos, mais cedo veremos que, como resultado da rede de conexões que construímos, o Criador vem e Se revela.

Enquanto o Criador está oculto, pedimos que Ele una todas as partes da natureza – inanimada, vegetativa, animada e humana – na forma correta e integral. Mesmo realizando parcialmente essa unificação, já sentimos como o Criador se revela dentro dessa natureza. Afinal, o Criador é o poder da unidade e do amor, e quanto mais nos movemos em direção à unidade, mais podemos revelar o Criador.

Enquanto isso, ao invés do Criador, encontramos o vírus. Este é um sinal de que a humanidade está se desenvolvendo incorretamente. O Criador desperta o desejo de conhecê-Lo, entender e revelá-Lo em nós. Mas revelar o Criador como o poder da unidade e doação só é possível na medida em que conectamos todas as partes quebradas em um sistema, a fim de descobrir nossa conexão mútua e ver o poder da devoção e do amor entre nós.

Não há saída: precisamos levar o mundo inteiro a uma forma unificada e compreender o princípio do “ame ao próximo como a si mesmo” – a lei principal de todo o universo, ligada por todas as suas partículas. Como resultado dessa unidade, revelaremos o poder do amor e da conexão, isto é, o Criador. Se não promulgamos isso na velocidade certa, por causa de nossa preguiça e atraso, abrimos entre nós um coronavírus, em vez de amor.

O vírus nos afasta um do outro, mostrando nossa deficiência e falta de vontade de nos aproximar. Com esse golpe, ele nos cura e nos diz o que fazer. O vírus nos custa muito dinheiro e sofrimento e até às vezes mata, mas ainda nos leva à correção. Vamos esperar que não apenas soframos com o vírus, mas que compreendamos como ele nos ajuda, mostrando-nos onde investir nossas forças, como obter conexão e como juntar a unidade interna e a externa para trazê-las ao equilíbrio.

O coronavírus diz: “Vocês não podem se conectar e se aproximar fisicamente se não houver uma conexão interna entre vocês”. Em breve iremos entender, descobrir e sentir isso. Não pode haver diferença entre o mundo material e o espiritual – tudo isso é um sistema integral. Não há diferença entre este mundo e o mundo futuro. Portanto, em todas as relações entre nós, devemos discernir o mesmo grau de distância que o coronavírus exige de nós e, portanto, responder corrigindo nossas relações. Se nos aproximarmos internamente, poderemos nos aproximar da mesma extensão externamente.

O coronavírus cura e explica onde está a nossa ruptura e que precisamos ser amigáveis ​​e internamente fechados. Então o mundo exterior também será corrigido e se tornará bom. O vírus exige que subamos acima da força de recepção, o egoísmo, para a força de doação, o que significa elevar-nos à fé acima da razão, para que o poder de doação se torne mais alto que o poder de recepção. Assim, adquirimos a natureza do Criador e nos fundimos com Ele. No final da correção, tudo se elevará à fé acima da razão, à doação mútua e será unido em um sistema.

Não haverá exceção, nem uma única pessoa deixará de sentir qual é a natureza do Criador, a natureza de doação e fé.

Da 1ª parte da Lição Diária de Cabalá 29/04/20, “Sobre Acima da Razão”

Comente