Oração: Voltar-se Para Si Mesmo

laitman_562.01Pergunta: Existem muitas definições de oração que não coincidem exatamente entre si. Mas todas entendem que a oração é um apelo ao Criador, a Deus.

Geralmente, uma oração é estruturada da seguinte forma: primeiro vem o louvor do Criador, depois, um pedido de perdão por alguns pecados e, por fim, a gratidão por tudo de bom que você recebeu do Criador. É o mesmo na Cabalá ou de alguma forma diferente?

Resposta: Na Cabalá, é tudo um jogo unilateral.

Eu não tenho a quem me dirigir, não porque não exista a força superior, mas porque não faz sentido me dirigir a ela já que uma oração, do verbo “Lehitpalel“, significa julgar a si mesmo. Ninguém está me julgando, e se eu tiver que me voltar a alguém – é apenas a mim mesmo.

De fato, é assim que todas as orações funcionam. Com sua ajuda, através dos meios de me dirigir a mim mesmo, tenho que me controlar: o que estou fazendo bem? Que partes não estou indo bem? O que posso fazer para melhorar meu estado e aperfeiçoar? O que significa se tornar melhor? Comparado com quem e como? E assim por diante.
Naturalmente, eu tenho que elogiar o Criador para que a qualidade do Criador, amor e doação, seja a mais preferida aos meus olhos.

Pergunta: Eu preciso pedir perdão e, se sim, de quem?

Resposta: Não há ninguém para pedir perdão, porque o Criador é o absoluto. Se eu me volto a Ele pedindo perdão, significa que, de forma prática, estou voltando para mim mesmo. E começo a sentir se agi corretamente, como deveria ter me comportado e como devo agir no futuro. Portanto, é um autojulgamento, percebendo seu mal e como transformá-lo em bom.

Então agradeço ao Criador por me ajudar. Mas, novamente, estou me dirigindo a mim mesmo o tempo todo, porque o Criador é a qualidade absoluta de amor e doação, que podemos despertar, mas apenas na medida do nosso desejo de ser semelhante a Ele.

Pergunta: Então, o Criador responde apenas à oração correta?

Resposta: Claro. E a oração correta é o meu desejo de me tornar semelhante a Ele. Nada mais.

De KabTV, “Fundamentos de Cabalá”, 01/04/19

Comente