Irracionalidade Ou Racionalidade?

laitman_294.2Observação: Ao longo da história, houve vários tipos de irracionalidade sobre a existência dos judeus.

A primeira irracionalidade: os judeus trouxeram ao mundo muitas grandes ideias e descobertas; eles são os fundadores das religiões, 27% de todos os ganhadores do Nobel são judeus, 37% dos vencedores do Oscar são judeus, 40% dos principais filantropos que subsidiam todo tipo de projeto humano são judeus. Mas ninguém presta atenção a isso.

Meu Comentário: Ninguém gosta disso.

Observação: Irracionalidade número dois: não importa como os judeus tentem se dissolver em outras nações, eles não se tornam alemães, poloneses ou franceses.

Meu Comentário: Eles não podem se dissolver nos povos do mundo, apesar dos casamentos mistos, não importa o quê.

Observação: Acontece que na Alemanha durante a Primeira Guerra Mundial, cerca de 100.000 oficiais eram judeus. Isto é, eles tentaram, na medida do possível, assimilar. Não ajudou.

Irracionalidade número três: A louca acusação de usar o sangue de crianças para Pessach, lançada por alguém, existe desde a época de Demócrito até os dias atuais.

Meu Comentário: Uma irracionalidade gritante. Os judeus geralmente não consomem sangue como alimento. As coisas mais irracionais são as mais tenazes.

Observação: Quarta irracionalidade: o antissemitismo não é o refúgio de pessoas selvagens e sem instrução, mas é a parte mais avançada da humanidade.

Meu Comentário: Sim, como regra, os antissemitas são pessoas educadas, avançadas e cultas.

Pergunta: A última (irracionalidade): é irracional que por séculos um povo exterminado continue a viver.

Como você pode explicar esses fenômenos?

Resposta: Eles são irracionais do ponto de vista da abordagem terrena. Se você olhar do ponto de vista da estrutura do universo e de suas forças, não há nada irracional nisso. Existe um grupo que, em sua estrutura interna, em sua missão, deve levar a humanidade à propriedade de doação e amor, à comunicação e à completa integração.

Esse grupo não pode ser destruído porque, primeiro, contém um núcleo racional comum: o futuro da humanidade.

O chamado Reshimo é um registro informativo sobre o estado final da humanidade, quando toda a humanidade se torna perfeita, uma só, e se transforma em um sistema comum chamado Adão. Ao mesmo tempo, todos compreendem de forma bem clara e interna as propriedades um do outro e, apesar de existirem separadamente em seus corpos, se sentem tanto que fazem tudo de comum acordo.

Isso está conectado à Torá, com a técnica que eles receberam. Isso leva uma pessoa a um estado em que ela começa a sentir todo mundo como ela.

Cada um está em seu corpo, em seu egoísmo, e fora de seu corpo, fora do egoísmo, como se com a pele ele sentisse todos os outros e começasse a entender como precisa agir para trabalhar em conjunto com eles para o bem comum.

Observação: É semelhante ao movimento sincronizado de um bando de pássaros ou peixes, não apenas instintivo, mas consciente.

Meu Comentário: Consciente, com grandes esforços sobre o egoísmo, que neutraliza esse movimento. Devido ao fato de uma pessoa consistir em duas forças opostas – recepção e doação, ódio e amor – ela começa a revelar entre elas sua fonte, a raiz, que é chamada de Criador.

Observação: Por um lado, há a seleção natural e, por outro lado, a co-evolução; quando, por um objetivo comum, todas as células de um organismo estão prontas para sacrificar algum interesse pessoal. Existe interesse pessoal, mas a comunidade é mais importante. É difícil imaginar um estado assim.

Meu Comentário: Mas esse estado existe na natureza nos níveis inanimado, vegetal e animal. Devemos apenas adicionar nosso nível humano a ele, a comunicação entre nós.

De KabTV, “Análise Sistemática do Desenvolvimento do Povo de Israel”, 22/07/19

Comente