“Estamos Reagindo De Forma Exagerada Ao Coronavírus?” (Quora)

Dr. Michael LaitmanMichael Laitman, no Quora: Estamos Reagindo De Forma Exagerada Ao Coronavírus?

Uma pequena partícula que nosso olho nu não pode ver infectou e matou centenas de milhares de pessoas e abalou as bases socioeconômicas do mundo.

Estamos exagerando neste vírus ou é o surgimento de um novo sistema de relações humanas que era inevitável de uma maneira ou de outra?

Antes do coronavírus invadir nossas vidas, vivíamos de acordo com um princípio em que cada um de nós buscava lucrar com o outro, e quanto melhor pudéssemos explorar os outros, mais bem-sucedidos podíamos ser.

Nós nascemos e crescemos em um sistema assim, e tentamos fazer o nosso caminho da melhor maneira possível. Ao fazer isso, nos tornamos cada vez mais tóxicos um com o outro e também com o mundo.

Então, o coronavírus emergiu.

O coronavírus nos mostrou um exemplo claro de que, quando acalmamos nossa luta para nos elevarmos, nosso ambiente ecológico se recupera rapidamente.

Nós saberíamos disso se o coronavírus não tivesse entrado em nossas vidas?

Foto acima de Rodion Kutsaev no Unsplash

Acho que não.

Portanto, além de manter as condições sociais de distanciamento e buscar a cura, seria sensato nos adaptar a um novo sistema de relações humanas para o qual o vírus nos alerta.

Que novo sistema de relações humanas seria esse?

Seria aquele em que reconhecemos principalmente a necessidade de suprir as necessidades de todos.

Além disso, alcançar essa conscientização seria alcançado através do aprendizado sobre nossa interdependência na sociedade humana global de hoje e, através desse aprendizado, aumentaria nossa preocupação mútua.

Em vez de apenas desejar que nós e nossa própria família sejam cobertos, aumentamos nossa preocupação com os outros: buscando que todos os membros da sociedade tenham a quantidade e qualidade necessárias de comida, moradia, saúde e educação de que precisam.

Além de garantir que o essencial da vida esteja em ordem para a sociedade humana em geral, o novo sistema de relações humanas substituirá o antigo paradigma de acompanhar os “joãos” materialistas por um novo paradigma de acompanhar os “joãos” socialmente contribuintes. Em outras palavras, em vez de avaliar as posses materiais em que podemos ter as mãos e querer coisas “maiores, melhores e mais rápidas” que nossos vizinhos e amigos, nossos valores mudariam para apreciar a contribuição uns dos outros para a sociedade.

Ainda competiríamos nesse sistema, mas nossa competição seria cada vez mais benéfica para a sociedade, ou seja, competir para contribuir com a sociedade com o maior valor possível.

O período do coronavírus nos oferece uma oportunidade única de mudar nessa direção, de um mundo egocêntrico para um mundo em que colocamos o benefício da sociedade no centro.

Eu vejo essa etapa como a reação ideal ao coronavírus e, portanto, acho que não se trata de exagerarmos no vírus, mas sim de reagirmos da maneira mais ideal para melhorar nossa sociedade.

Foi-nos dada uma oportunidade única na vida de alcançar mais equilíbrio e harmonia entre nós e a natureza, e eu espero muito que possamos tirar o máximo proveito disso.

Comente