Com Uma Máscara, Eu Não O Reconheço!

laitman_627.1Hoje, temos que enfrentar uma nova perspectiva da realidade, uma perda de segurança devido a problemas nos relacionamentos pessoais e um futuro desconhecido. Um dos fatores preocupantes é o uso de máscaras que pessoas de todo o mundo estão usando agora para se protegerem contra o coronavírus.

No entanto, a máscara altera nossa comunicação porque as expressões faciais de uma pessoa transmitem certas informações, fazem parte da linguagem humana que nos ajuda a entender quem está à nossa frente. Se o rosto estiver coberto por uma máscara, como uma tela, outros se sentirão inseguros, sem saber com quem estão falando. Isso mudará a natureza dos relacionamentos entre as pessoas?

Eu acho que a máscara é uma coisa boa, porque nos ajuda a perceber que não conhecemos a pessoa que está na nossa frente. É bom que tratemos uma pessoa como se ela fosse algo desconhecido. Afinal, eu realmente não sei o que ela quer, quais são suas intenções, o que ela pensa de mim.

Eu preciso conhecer uma pessoa, convencê-la a abrir seu coração para mim. Não importa se eu não vejo o rosto dela, nós sabemos que um sorriso pode ser artificial. Em vez disso, deixe que ela me encontre com o coração aberto, para que eu possa ter certeza de sua boa atitude.

Se eu a tratar bem e ela me tratar bem, não teremos nenhum vírus e talvez não precisemos de máscaras. O coronavírus está brincando conosco, e é muito esperto. Ainda vamos descobri-lo no nível humano, ver como ele brinca conosco e nos leva a diferentes estados. Vez após vez, ele ataca alguém por perto, puxa-nos, arrasta-nos para a selva dos relacionamentos, qualidades e formas de conexões humanas.

De repente, perceberemos que o coronavírus não é apenas uma mutação genética, mas um fator que age no nível humano que exige que mudemos nossos relacionamentos. Na medida em que nossos relacionamentos sejam amigáveis, podemos estar em comunicação um com o outro.

E se nossos relacionamentos são ruins, não podemos nos aproximar um do outro de qualquer forma. Vocês não podem nem falar à distância. De repente, eu sentirei que odeio todo mundo e eles me odeiam, e se quisermos manter algum tipo de conexão, temos que mudar a nós mesmos e nos tornar mais próximos e amigáveis.

Se quisermos sobreviver neste mundo, precisamos mudar nossos relacionamentos para bons. Caso contrário, não poderemos concordar, não poderemos entrar em contato. Não é apenas a máscara, vou me ver completamente surdo para os outros, e eles vão ser surdos para mim.

Não podemos fazer negócios juntos. Isso será revelado de uma forma especial e, depois, direi que este não é um vírus, mas um educador, um guia para a humanidade, que garante que subamos a outro grau de desenvolvimento: o desenvolvimento de corações e relacionamentos, para começar a viver como uma pessoa, uma família.

Então construiremos novos negócios, não como antes, quando todo mundo estava tentando ganhar dinheiro à custa dos outros. Não precisaremos colocar uma máscara em nosso rosto, mas uma tela em nossos desejos egoístas e nos conectarmos através dela.

A tela antiegoísta falada pela sabedoria da Cabalá não apenas nos bloqueia, mas também bloqueia nossos desejos egoístas e más atitudes uns com os outros. Se corrigirmos nossos desejos, a fim de pensar no benefício dos outros, seremos capazes de abrir nossos desejos desta forma e nos conectarmos.

Dessa maneira, construímos um novo e correto campo de conexões, bonito e gentil, que nos levará a novos negócios em que todos se ajudam e agem apenas para o benefício de todos, em vez de pensar em seu próprio benefício e sucesso, competindo entre si. Somente construiremos relacionamentos que beneficiem a todos.

O vírus nos ensinará a trabalhar dessa maneira. Descobriremos o que está por trás do coronavírus e, se não estiver por trás deste, por trás dos outros que virão depois dele. Tudo isso é para nos educar e fazer com que as pessoas saiam de nós. As pessoas não são o grau animal que existimos no momento, mas os seres criados que mantêm um bom relacionamento entre si acima do egoísmo.

Essa transformação ocorrerá devido às limitações e golpes desagradáveis, através dos quais o vírus nos influencia. Afinal, ele deve nos despertar, caso contrário, não prestaremos atenção às mudanças que precisam ser feitas. Por outro lado, a sabedoria da Cabalá e dos Cabalistas nos ajudará, dizendo-nos como devemos mudar para organizar adequadamente nossa vida como pessoas adultas e maduras.

De KabTV, “Mundo” 12/03/20

Comente