Modernização Da Alma

712.03Um Cabalista sente a morte do corpo físico como se estivesse trocando uma camisa. Se o principal sou eu, não a camisa, ou seja, a alma, não o corpo, cada vez que troco de camisa, devido a essa troca, eu recebo uma roupa cada vez mais elegante.

Não há nada de assustador na morte, exceto a perda da capacidade de fazer correções. Mas se eu não fiz correções nesta vida, posso devolver a camissa com calma, porque não tenho nada para me arrepender.

Pergunta: Por que um Cabalista trabalha sempre com uma correção como se estivesse começando a viver de novo, no entanto, também precisa morrer em algum momento e mudar seu corpo?

Resposta: Há uma enorme diferença entre as formas que uma pessoa muda ao longo da vida e a nova forma pela qual deve morrer. Será uma nova realidade, uma modernização significativa, como se eu estivesse constantemente consertando meu computador instalando novos programas e, em algum momento, descobri de repente que o próprio computador não era mais adequado e teria que ser alterado.

Da 3ª parte da Lição Diária de Cabalá 11/11/20, Escritos do Baal HaSulam, “A Paz”

Comente