A Atitude De Um Cabalista Em Relação Ao Coronavírus

laitman_961.2Pergunta: Você tem parentes que moram no exterior. Você discute o coronavírus com eles? Você deve estar preocupado com eles.

Resposta: Meu filho, sua esposa e três filhos vivem no Canadá há mais de 30 anos. Claro, eu me preocupo com eles.

Pergunta: Como Cabalista, você dá algum conselho a eles?

Resposta: Como Cabalista, não dou conselhos a ninguém. Todos os conselhos de um Cabalista estão na forma de sugestões: você pode fazê-lo ou não.

Tudo o que eu digo, digo para todos. Meu filho ouve nossas lições, participa de todos os nossos eventos, distribui livros – ele tem uma editora. Ele sabe o que precisa ser feito. Por que eu lhe contaria alguma coisa?

Pergunta: O que você aconselharia a uma pessoa que tem COVID-19?

Resposta: Como ser humano, eu não posso nem dizer. Até onde eu sei, esse vírus não pode suportar altas temperaturas.

Como Cabalista, eu aconselho você a pensar e agir para que todas as pessoas na Terra se aproximem, porque esse vírus que está nos separando mostra exatamente onde estamos doentes: na conexão entre nós. E assim nos divide.

Pergunta: Que medidas você toma para se proteger contra o coronavírus? Por exemplo: quarentena, vitaminas, exercício, lavar as mãos com frequência e assim por diante.

Resposta: Eu lavo minhas mãos, mesmo com um desinfetante especial. Eu não entro em contato com outras pessoas se não for necessário, conforme prescrito pelo Ministério da Saúde. Tudo o que precisa ser feito, faço como cidadão comum.

Se eu acredito ou não, se me sinto mal ou bem com isso, não importa. Um Cabalista sempre faz o que o governo ou os especialistas dizem ao povo para fazer de acordo com a regra “Esteja com sua nação”.

Pergunta: Vamos imaginar que você estava isolado devido à quarentena. E algum vírus de computador misterioso chega à Internet, e você, como todo mundo, ficou incapaz de se comunicar com alguém pela Internet. Você ficou sozinho por 14 dias. O que você faria? Em que você pensaria?

Resposta: Desde que eu tenha livros, não me importo se são duas semanas ou 20 anos. No entanto, eu não seria capaz de transmitir às pessoas o método de corrigir a si mesmas e ao mundo, isto é, o método de se livrar de todos os vírus, a fim de alcançar um bom estado superior da humanidade. Isso seria um problema. Mas em relação a mim mesmo, sou autossuficiente.

Pergunta: Se não houvesse livros, o que você faria?

Resposta: Eu tenho tudo isso na minha cabeça. Estou em um estado de conexão com outras pessoas e não dependo da conexão através das redes da Internet. Sinto a humanidade, sinto as almas, sinto as outras pessoas. Estou conectado com meu professor e com outros Cabalistas dos séculos passados. Eu não tenho nenhum problema aqui. Nenhum vírus me limita.

Seria uma pena que, na ausência de meios de informação convencionais, eu não fosse capaz de transmitir a todas as pessoas através dos métodos habituais de comunicação o que precisa ser feito para se livrar de todos os vírus e obter a correção.

De KabTV, “Coronavírus Muda a Realidade”, 26/03/20

Comente