Não O Deixe Ir

laitman_962.8O objetivo é reunir e conectar-se em uma dezena corrigida que se esforça para alcançar equilíbrio e contato com o Criador, equivalência de forma com Ele. Nesta medida, eles serão capazes de se conectar como células de um corpo e se organizarem mais corretamente, a fim de doar ao Criador. Então, pelo menos essa parte do corpo quebrado de Adam HaRishon voltará à vida e puxará as outras partes depois, causando a correção de todos os sistemas dessa alma comum.1

Para chegar ao palácio do Criador, precisamos nos unir e construir. O palácio oculto do Criador não existe; aparecerá apenas se o construirmos. Assim, construímos um vaso a partir de nossos desejos egoístas. Todos sentimos rejeição mútua e não queremos nos unir. Essa é a nossa natureza. Mas se no topo dessa natureza exigimos o poder da unidade do Criador, então Ele nos une, cola e se veste no vaso criado por Ele.

Tudo isso é chamado de trabalho do Criador, mas é gerado por nossa demanda. Portanto, devemos nos juntar ao grupo e sentir que tipo de rejeição mútua experimentamos. Mas esse ódio não pode ser sentido a menos que tenhamos feito esforços para nos unir e tenhamos revelado que somos incapazes de fazê-lo. Lutando contra a rejeição, construímos nosso apelo comum ao Criador, exigindo que Ele nos una. E se nosso pedido alcançou força, profundidade e número corretos de pessoas que o demandam, ou seja, uma dezena dez, se somos capazes de exigi-lo, o Criador faz o trabalho.

Portanto, todo o trabalho de uma pessoa é realizar o trabalho do Criador. Nós obrigamos o Criador a concluir este trabalho, e Ele executa; como se diz: “Meus filhos Me derrotaram”. Os filhos pedem e o Criador faz, assim como atendemos às solicitações de nossos filhos. Os filhos sabem como implorar aos pais, e precisamos aprender com eles como implorar ao Criador para que Ele possa fazer Seu trabalho. Ele está esperando que peçamos.

Portanto, vamos ao Congresso para apelar ao Criador, chamado oração, pedindo a Ele que corrija o que Ele quebrou. Mas quando pedimos correções, começamos a aprender qual é o nosso defeito, o que precisamos pedir, como o Criador deve nos corrigir, como sentiremos o estado perfeito dentro do vaso corrigido, formado por desejos egoístas, e como Ele encherá este vaso com a força de amor e unidade.

Acontece que usamos cada fragmento do vaso, deliberadamente quebrado para nos permitir aprender, montando-o como se fosse de peças de Lego como crianças que, graças a isso, se desenvolvem e crescem até receberem um verdadeiro Kli espiritual.

Portanto, o Criador diz: “Vocês Me fizeram”. Criamos o Criador montando o vaso a partir de fragmentos quebrados, isto é, de nós mesmos, pedindo ao Criador que nos conecte e nos preencha. 2

Obviamente, somos incapazes de sair do nosso egoísmo. É impossível fazer algo com isso. Mas se tentarmos incluir a força de nossos amigos em nós, todos receberão a força de todos, e somente sob essa condição podemos superar nossa inclinação ao mal.

Afinal, o mal foi criado em nós como resultado da quebra da conexão entre nós quando estávamos no sistema de Adam HaRishon. Portanto, quando a conexão foi quebrada, nosso mal se tornou dez vezes maior que a força individual de conexão de cada um. É por isso que o mal no mundo excede todas as forças do bem.

Mas se nos unirmos a uma pequena força de doação de cada um de nós, nosso poder de doação se tornará maior do que as forças egoístas que surgiram durante a destruição, e podemos fornecer essa força de doação ao Criador, para que Ele mesmo possa revelar. 3

A integração mútua tem uma propriedade única. Embora eu tenha uma única força no sistema de Adam HaRishon, depois que o Criador nos quebrou, eu me integro a todos acima da força de separação. Então cada um de nós se torna dez vezes mais forte que a força de conexão que existia neste sistema de Adam HaRishon. Se estivéssemos no primeiro grau no sistema de Adam HaRishon, hoje, após a correção, cada um de nós poderia subir ao décimo grau. 4

Trabalhando contra o desejo, choramos, não nos alegramos. É difícil trabalhar contra o desejo e ninguém quer isso. Se eu esperasse ganhar alguma coisa, trabalharia com alegria. Mas se não vejo nenhum ganho e trabalho sem desejo, fico triste.

“A divindade está presente apenas em um lugar inteiro, e não em um lugar deficiente, em um lugar defeituoso ou em um local de tristeza, mas em um local apropriado – um local de alegria”. Está escrito: “Sirva ao Senhor com alegria; venha diante dele cantando. Não há serviço do Criador, exceto por alegria”. Está assim escrito no Livro do Zohar.

Afinal, isso significa que queremos trabalhar. Se eu fizer e derramar lágrimas, não será considerado que fiz alguma coisa, porque não é a ação em si que conta na espiritualidade, mas a intenção. E a intenção é medida apenas pela alegria, de acordo com o meu desejo: se quero trabalhar ou não. Se trabalho à força, sob a vara, geralmente não é considerado que eu trabalhei. Eu posso realizar muitas ações durante a minha vida neste mundo e não será considerado que eu fiz algo. Afinal, eu não fiz tudo por minha própria vontade.

Este é um problema muito grande; precisamos prestar atenção nisso. Caso contrário, você perguntará: “Fiz muito, sacrifiquei muito! Onde está minha recompensa? Mas você realmente mereceu uma recompensa? Você realmente queria dar e amar, conectar-se aos outros, integrar-se a eles? Ou cumpriu seu dever trabalhando sem desejo, sem intenção, de modo que esse trabalho não conta? Portanto, muitos deixam este mundo com a mesma coisa com a qual vieram, isto é, de mãos vazias.

O Criador só pode ser servido com alegria, somente se eu quiser ser um doador. Mas eu não quero e não posso doar? Certo. O Criador deliberadamente fez isso para que eu não pudesse. Peça a Ele o poder de doação. Por que você não pediu? Não O deixe ir até conseguir.

E quando você recebe a força de doação e vê como o mundo inteiro precisa de sua ajuda e só pode recebê-la através de você, ficará feliz com todas as suas ações. Tudo está indo bem; falta apenas a compreensão de que precisamos exigir do Criador a força de doação, lamentar e implorar a Ele como uma criança pequena. 5

Da Convenção Mundial da Cabalá 2020, “Conectando-se à Raiz da Vida”, Primeiro Dia, 25/02/20, “Nós Nos Reunimos Aqui”, Lição 1
1 Minuto 33:27
2 Minuto 44:47
3 Minuto 58:23
4 Minuto 1:00:41
5 Minuto 1:06:30

Comente